Recreio
Entretenimento / Personagens

Parabéns, Chico Bento! Há 60 anos, nascia o caipira mais amado do Brasil

Celebre o aniversário de Francisco Antônio Bento, o nosso querido Chico Bento, com 5 curiosidades que talvez você não sabia sobre o personagem

Redação Publicado em 02/07/2021, às 14h08 - Atualizado em 05/07/2021, às 12h33

Chico Bento, o caipira da Turma da Mônica - Divulgação/Maurício de Sousa Produções
Chico Bento, o caipira da Turma da Mônica - Divulgação/Maurício de Sousa Produções

Nessa semana, um dos personagens mais amados do Brasil completou mais um ano de vida: Francisco Antônio Bento, mais conhecido como Chico Bento. O caipira da Turma da Mônica foi criado por Maurício de Sousa no início da década de 1960, e é considerado por seu criador como a “representação da sabedoria popular no interior do Brasil”.

Para celebrar o aniversário do menino do interior que possui um enorme coração e é amado por todo o país, confira 5 curiosidades sobre o Chico Bento!

1. Seu nome foi dado em homenagem a um familiar de Maurício

Assim como a grande maioria dos personagens de Turma da Mônica, Chico Bento foi batizado em homenagem a um tio-avô de Mauricio de Sousa. Em uma entrevista feita no ano de 1998, o autor disse “Chico Bento é o nome de um meu tio-avô que não cheguei a conhecer. Vivia nas histórias que minha avó contava dos seus tempos de vivência na fazenda da família, no atual bairro do Taboão. Segundo a vó Dita, Chico Bento era um homem superdivertido, gozador, juntamente com seu irmão gêmeo, Zé Bento”.

2. Histórias do próprio Maurício

Se o nome foi inspirado em um tio, as histórias já são baseadas na vida do próprio Maurício. Durante uma recente entrevista para o Globo Rural, o criador revelou “Eu gostava de pisar no barro, na grama, subir em árvore para pegar fruta no pé. Principalmente goiaba. E cabulava aula para nadar no rio, e fazia isso pelado, para não molhar o uniforme. Tive uma infância muito gostosa e livre. Com brincadeiras saudáveis, algumas meio perigosas e outras que eu não confessava para a minha mãe. Mas lógico que com isso aprendi tudo para escrever as histórias do Chico”.

3. Primeira revistinha

Chico Bento fez a sua estreia em 1963 como um personagem secundário das tirinhas de Hiroshi e Zezinho que eram publicadas em um jornal de São Paulo chamado “Diário na Noite”. Seu primeiro gibi, no entanto, veio surgir apenas muitos anos depois, sendo lançado em 1982.

4. Embaixador do Pantanal

As histórias de Chico Bento também abordam assuntos muito importantes, como a preservação do ambiente. Por isso, no ano de 2014, a organização brasileira WWF Brasil o nomeou como o Embaixador do Pantanal, com o intuito de ajudar na luta contra o desmatamento do bioma e na preservação e recuperação das nascentes.

5. Futuro do Chico Bento

Como sempre, Maurício de Sousa sabe muito bem o destino de cada personagem. Em conversa com o Globo Rural, o criador afirmou que o caipira da Turma da Mônica entrou para a faculdade de agronomia, irá se casar com Rosinha, ter sua própria casa e uma ninhada de filhos. “Mas ele não vai desgrudar do papo da vó Dita e não vai esquecer as origens. Ele não vai deixar de ser caipira e continuará assim, para nosso deleite”, comentou o quadrinista.