Recreio

Não é Toy Story: Qual foi o primeiro filme da Pixar?

Apesar de mudar a forma de produção da Pixar, "Toy Story" não foi a primeira animação da Pixar; Confira os detalhes!

Izabela Queiroz Publicado em 28/04/2022, às 16h29

Imagem promocional de "Toy Story" - Divulgação/ Pixar
Imagem promocional de "Toy Story" - Divulgação/ Pixar

“Toy Story” marcou a história da Disney e Pixar, além de ganhar a admiração de diversos amantes do cinema ao apresentar Woody, Buzz Lightyear, Andy e diversos outros personagens que passaram a fazer parte da infância de milhares de pessoas em todo o globo.

No entanto, apesar de revolucionar a trajetória da Pixar como uma produtora cinematográfica, “Toy Story” não foi o primeiro filme do estúdio de animação, que começou a deixar seu legado no mundo muito antes da famosa produção sobre os bonecos que ganham vida ter sua estreia revelada.

Antes de tudo, como a Pixar surgiu?

A Pixar começou a dar os primeiros passos em 1979, como parte da Divisão de Computadores da Lucasfilm, um grupo encarregado de produzir tecnologia computacional de última geração para a indústria cinematográfica. No entanto, foi só em 1986 que o estúdio se tornou independente após Steve Jobs se tonar o principal acionista da empresa.

Vale lembrar que a Pixar foi responsável por criar o Software Computer Animation Production System (CAPS), ou Sistema de Produção de Animação por Computador, em tradução livre, que se tornou o principal método de realizar animações, sendo utilizado até hoje.

Luxo Jr.

Luxo Jr.
Imagem de "Luxo Jr.", a primeira animação da Pixar. Crédito/

Lançado em 1986, "Luxo Jr." foi o primeiro filme animado da Pixar. O curta-metragem que conta com pouco mais de dois minutos foi dirigido por John Lasseter, e apresentou as primeiras imagens da icônica luminária — que hoje faz parte da abertura dos filmes do estúdio — brincando com uma bola. Confira!

"Luxo Jr." não deixou seu legado apenas para a Pixar que estreava o CAPS, mas também para a academia de cinema ao se tornar o primeiro filme de animação realizado por computação gráfica a ser indicado ao Oscar, concorrendo ao prêmio na categoria de Melhor Curta-Metragem Animado.

Mas, e "Toy Story"?

Após anos desenvolvendo apenas filmes de baixa duração e comerciais, em 1991 a Pixar teve a oportunidade de realizar o primeiro longa-metragem da história do estúdio, após assinar um acordo com a Disney para o desenvolvimento de uma animação de longa duração utilizando computação gráfica.

Assim, em 1995, o revolucionário “Toy Story”, que foi comandado pelo diretor John Lasseter, chegou as telonas dos cinemas se tornando o primeiro filme de longa duração da Pixar, e o primogênito entre os longa-metragens a ser produzido inteiramente através de um computador.

Por fim, “Toy Story” também foi responsável por transformar a forma com que o estúdio realizava sua produção de conteúdo cinematográfico, já que logo após a estreia do filme, a Pixar começou a focar apenas na produção de longas-metragens dando origem a produções como “Vida de Inseto”, “Monstros S.A” e “Procurando Nemo” nos anos seguintes.