Recreio
Facebook RecreioTwitter RecreioInstagram Recreio
Entretenimento / Personagem

Lord Voldemort existiu na vida real?

Uma teoria afirma que é possível que o principal antagonista da saga Harry Potter tenha vivido fora do mundo da ficção; Entenda!

Izabela Queiroz Publicado em 17/05/2022, às 14h41

Lord Voldemort, personagem de J.K Rolling - Divulgação/ Warner Bros. Pictures
Lord Voldemort, personagem de J.K Rolling - Divulgação/ Warner Bros. Pictures

Lord Voldemort, o grande vilão criado por J.K Rowling para fazer parte da saga Harry Potter, pode ter cometido grandes atrocidades não só nas histórias de ficção descritas nos livros e interpretadas nas telonas do cinema, mas também na vida real.

Com sua primeira aparição em “Harry Potter e a Pedra Filosofal” lançado em 1997, o Mestre das Trevas conhecido também como Tom Servolo Riddle, pode ter sua origem ainda mais distante, visto que segundo teorias, a história pode ter sido inspirada em um bruxo praticante de magia negra chamado Thomas Riddell, que teria vivido em Edimburgo, na Escócia.

O legado de Thomas Riddell

A hipótese não menciona datas, no entanto, conta que mais de 18 mil pessoas tiveram suas vidas tiradas devido ao uso de feitiçaria e poções mágicas, causas que, na época, foram ligadas aos rituais mágicos de Thomas Riddell.

Como consequência dos assassinatos, Riddell acabou sendo detido pela polícia local, mas seu ciclo atrás das grades da prisão foi interrompido brevemente, visto que o bruxo teria realizado o uso de magia negra para realizar sua fuga.

Ainda assim, a liberdade não durou por muito tempo. Algum período depois, a teoria conta que seu corpo teria sido encontrado em uma floresta de Edimburgo e, por fim, sepultado no Cemitério Greyfriars.

Assim, a história de “Riddell Sanguinário” poderia ter chegado ao fim logo após esse evento, no entanto, não foi o que aconteceu.

Paz interrompida?

Em 1999, um homem embriagado buscava algum abrigo para escapar da forte chuva que permeava a cidade, até que o encontrou no túmulo de Riddell. No entanto, enquanto se ajeitava no local, a antiga sepultura não aguentou o peso e desmoronou, fazendo com que o indivíduo caísse em cima do caixão, que também cedeu.

Assim, assustado com o ocorrido, o homem teria disparado em fuga, fazendo com que os ossos do bruxo fossem espalhados por todo o cemitério. Como resultado, nem todos os restos mortais de Riddell foram encontrados, devido ao grande número de cachorros que habitavam o lugar.

Deste modo, com o descanso da morte interrompido, a teoria conta que Riddell passou a tirar a paz dos moradores da região, fazendo com que diversas pessoas que passassem pelo local acabassem tendo os ossos de seus corpos quebrados — mesmo que não tivessem sofrido algum tipo de acidente.

Dentre os vários eventos mencionados, destaca-se o de um homem que cultivava uma plantação próximo ao cemitério, mas que, misteriosamente, desmaiou durante o cultivo e acabou falecendo.

Além disso, conta-se que a população da região tentou lutar contra o espírito de Riddell através de diversos rituais diferentes com o objetivo de deter a força maligna que ele emanava, mas as tentativas não obtiveram sucesso.

Outra teoria também conta que os habitantes de Edimburgo instauraram uma lei comum de que o cemitério só pode ser adentado caso o visitante esteja acompanhado por alguém que tenha experiência em assuntos paranormais, afim de evitar novas tragédias.