Recreio
Entretenimento / Séries

Live-action de As Meninas Superpoderosas ainda não foi descartado, afirma site

Após ter o episódio piloto rejeitado pela CW, o live-action sobre As Meninas Superpoderosas estaria sendo reformulada pelo canal

Redação Publicado em 12/05/2022, às 14h01

Imagem promocional de As Meninas Superpoderosas - Divulgação/Cartoon Network
Imagem promocional de As Meninas Superpoderosas - Divulgação/Cartoon Network

De acordo com informações divulgadas pelo TV Line, o live-action da clássica animação do Cartoon Network, As Meninas Superpoderosas, ainda não foi descartado pela emissora americana CW, com o projeto sendo reformulado após toda a repercussão gerada com o piloto rejeitado em 2021.

O site revela que ainda não existem grandes informações sobre o que o canal estaria planejando para a série, no entanto, já é confirmado que a atriz Chloe Bennet, responsável por interpretar Florzinha no piloto, não irá mais participar da produção.

Segundo a sinopse divulgada pela CW no ano passado, o live-action de As Meninas Superpoderosas prometia apresentar uma história completamente diferente do que os fãs da animação estavam acostumados, com as três irmãs na faixa dos 20 anos, completamente infelizes por terem perdido parte da infância para se dedicarem como heroínas da cidade de Townsville.

Além disso, as personagens também contariam com características bem diferentes. Florzinha, conhecida por ser corajosa e consciente, se tornou uma adulta ansiosa e reclusa; Lindinha, que era uma criança extremamente encantadora, agora esconde muita dureza; já Docinho, que sempre foi a mais dura e rebelde, busca sumir com a fama de Menina Superpoderosa.

Junto com Chloe, as atrizes Dove Cameron e Yana Perrault também estavam escaladas para viver Lindinha e Docinho, respectivamente. O projeto contaria com Diablo Cody no roteiro, Heather Regnier, Greg Berlanti, Sarah Schechter e David Madden na produção. A nova versão do live-action ainda não possui previsão de estreia.