Recreio
Entretenimento / Harry Potter

Hogwarts do Brasil: Conheça Castelobruxo, a escolha de magia da América do Sul

Criada antes mesmo dos portugueses chegarem ao País, a instituição é localizada na Floresta Amazônica e é protegida por Caiporas

Daniela Bazi Publicado em 15/01/2021, às 13h18 - Atualizado às 13h25

Imagem promocional de Castelobruxo no mapa - Divulgação/Wizarding World
Imagem promocional de Castelobruxo no mapa - Divulgação/Wizarding World

De acordo com a autora J.K Rowling, existem ao total 11 escolas de magia espalhadas pelo mundo, similares a tão famosa Hogwarts — e uma delas fica no Brasil! O nome da instituição é Castelobruxo, e ela não recebe somente alunos brasileiros, mas sim de toda a América do Sul, sendo localizada nas profundezas da grandiosa Floresta Amazônica.

O Pottermore, site oficial de Harry Potter, descreve a sua estrutura como “um imponente edifício quadrado feito com pedras douradas, frequentemente comparado a um templo". Todo o prédio é enfeitiçado para que não seja descoberto por trouxas, sendo assim, quando os poucos seres não mágicos acabam se deparando com a construção, acabam vendo apenas um grande prédio em ruínas.

Toda a região ao redor de Castelobruxo é protegido por Caiporas, que são as responsáveis por cuidar dos alunos e animais durante a noite — além de afastar os trouxas exploradores. O site também afirma que a escola consegue ser tão antiga quanto Hogwarts, sendo criada provavelmente antes mesmo dos portugueses chegarem ao País.

castelobruxo
Ilustração feita por um fã da visão de um trouxa ao ver Castelobruxo / Crédito: Divulgação/Youtube/Observatório Potter

O uniforme dos alunos da instituição é composto por vestes verde-claras, e ainda não se sabe se os estudantes são divididos em casas, assim como em Ilvermory e Hogwarts. Os estudos são especialmente avançados nas matérias de Herbologia (o estudo das plantas do mundo bruxo) e Magizoologia (estudo das criaturas mágicas). Um ponto no qual a escola se torna extremamente reconhecida é o seu programa de intercâmbio para estudantes europeus com o foco na fauna e flora da América do Sul.

Esse programa, inclusive, chegou a ser citado de forma extremamente sutil nos livros de Harry Potter. Na trama, Gui Weasley, irmão de Ron, trocava correspondências com um aluno do Castelobruxo para realizar um intercâmbio, onde ele viria para o Brasil e o outro estudante iria para a Europa. Entretanto, a família Weasley acabou não tendo condições para pagar a viagem, e tudo teve que ser cancelado. O colega de correspondência, no entanto, também não ficou nada feliz e acabou enviando um chapéu amaldiçoado que fez as orelhas de Gui encolherem.

Um outro ponto alto da escola foi a formação de alguns ex-alunos famosos, como também é citado no Pottermore. O site diz “Castelobruxo produziu um número de ex-estudantes famosos, incluindo um dos mais famosos preparadores de poções do mundo, Libatius Borage (autor de, entre outros trabalhos, Preparo Avançado de Poções, Anti Venenos Asiáticos e Tenha sua própria Fiesta em uma garrafa!), e João Coelho, Capitão do mundialmente renomado time de quadribol Tarapoto tree-skimmers (Rasa/Rasante-árvore de Tarapoto)”.