Recreio
Busca
Facebook RecreioTwitter RecreioInstagram Recreio
Entretenimento / Harry Potter

Harry Potter: Afinal, quem são os fundadores de Hogwarts?

Saiba quem são Godric Grifinória, Helga Lufa-Lufa, Salazar Sonserina e Rowena Corvinal, os fundadores de Hogwarts, da franquia de Harry Potter

Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts - Divulgação/Wizarding World
Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts - Divulgação/Wizarding World

Na franquia de “Harry Potter”, criada pela autora J.K. Rowling, a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts é localizada em algum lugar da Escócia, e foi fundada por volta do ano 990 d.C., pelos quatro maiores bruxos da época: Godric Grifinória, Helga Lufa-Lufa, Salazar Sonserina e Rowena Corvinal.

Se você ainda é novo nesse universo, a RECREIO vai te apresentar um pouco mais sobre os quatro bruxos responsáveis por criar a principal escola de magia da saga.

Rowena Corvinal

Responsável pela casa Corvinal, Rowena foi a bruxa mais inteligente de seu tempo. Segundo uma teoria popular do mundo bruxo, ela foi a responsável por escolher o nome e a localização de Hogwarts, e eles teriam sido escolhidos por ela após um sonho.

A bruxa também foi a responsável por desenvolver a planta do castelo ao lado do arquiteto da construção, planejando grande parte da escola. Como professora, escolheu educar apenas os alunos com as mentes mais brilhantes e que tinham vontade em aprender. Foi pesando nesses valores que criou um diadema, o qual sempre usava e, segundo a lenda, fornecia sabedoria para qualquer um que o usasse.

Arte de Rowena Corvinal
Arte de Rowena Corvinal / Crédito: Divulgação/Wizarding World

Sua inteligência era tão grande que sua filha, Helena, ficou com ciúmes e decidiu roubar o diadema e fugir — fato mantido em segredo por Rowena até mesmo após adoecer. Querendo ver a herdeira pela última vez, enviou um homem para trazê-la de volta para casa — mas sua ideia não poderia ter sido pior.

O homem em questão era o Barão Sangrento, que estava completamente apaixonado por Helena e, quando a mesma se recusou a retornar, a matou após esfaqueá-la. De acordo com a lenda, Rowena morreu de coração partido pela morte de filha, que virou a fantasma da Corvinal em Hogwarts.


Helga Lufa-Lufa

Valorizando aqueles que eram justos e leais, Helga Lufa-Lufa era contra a ideia de segregar os alunos em Hogwarts e, segundo o Chapéu Seletor, conforme descrito no site oficial da saga, Wizarding World, prometeu que ensinaria a todos e os trataria como iguais, independente do tamanho de seus talentos ou de suas origens.

No mundo bruxo, Helga foi uma grande defensora da causa dos elfos domésticos. Foi por causa disso que teve a ideia de levá-los para trabalhar na cozinha de Hogwarts, pois ali esses seres não seriam mais agredidos, além de receberem salário e o respeito necessário.

Arte de Helga Lufa-Lufa
Arte de Helga Lufa-Lufa / Crédito: Divulgação/Wizarding World

Sendo extremamente habilidosa para feitiços, a criadora da casa Lufa-Lufa utilizava muito de seu talento para a culinária, criando a maioria dos pratos presentes nos banquetes da escola, com suas receitas sendo utilizadas até os dias atuais.


Salazar Sonserina

Também conhecido por ser um bruxo extremamente inteligente, diferente de Rowena Corvinal, Salazar Sonserina costumava utilizar sua sabedoria para o próprio bem, além de ser muito ambicioso e também possuir habilidades de Legilemência e Ofidioglossia.

Em Hogwarts, defendia a ideia de que só deveriam ser ensinados bruxos puro-sangue, ou seja, que viessem de famílias inteiramente mágicas, e que aqueles nascidos trouxas não eram dignos de estudar magia. Foi por causa desse pensamento que Salazar se desentendeu com os outros fundadores por inúmeras vezes, até decidir sair da escola.

Arte de Salazar Sonserina
Arte de Salazar Sonserina / Crédito: Divulgação/Wizarding World

Porém, antes de ir embora, construiu uma sala secreta no castelo (a Câmara Secreta) onde abrigava um terrível monstro em que só ele poderia controlar, o Basilisco, com o intuito de expurgar os nascidos trouxas da instituição. O local permaneceria em segredo até a chegada de seu herdeiro, que estaria pronto para finalizar seu trabalho — que na saga principal foi Tom Riddle, o futuro Lorde Voldemort.

No entanto, se engana quem pensa que os herdeiros de Salazar fizeram apenas o mau, assim como Voldemort. Um de seus descendentes distantes foi Isolt Sayre, responsável por encontrar a Escola de Magia e Bruxaria de Ilvermorny, onde enterrou a varinha de Sonserina nos terrenos da instituição, se transformando em uma grande árvore de cobra com folhas com poderes de restauração.


Godric Grifinória

Além de ser um grande duelista, Godric, o fundador da Grifinória, também era conhecido por sua bravura e grandes habilidades. Ele foi um dos principais nomes a se opor na ideia de Salazar Sonserina sobre a educação de Hogwarts, sendo também um grande apoiador na luta contra a discriminação trouxa no mundo bruxo.

Para sua casa, Godric possuía a enorme preocupação em selecionar apenas os alunos corajosos. Dessa forma, para ajudar na seleção, forneceu seu próprio chapéu, que foi enfeitiçado por ele e os outros fundadores com suas características e algumas de suas habilidades, tornando-se capaz de separar os estudantes em suas respectivas casas: nascia assim o Chapéu Seletor.

Arte de Godric Grifinória
Arte de Godric Grifinória / Crédito: Divulgação/Wizarding World

Por ser um exímio duelista, teve até mesmo uma espada especial criada pelo melhor dos duendes ourives, Ragnuk, o Primeiro. Com sua morte — que não existem informações sobre quando ou como aconteceu — o item se tornou uma herança da Grifinória, aparecendo apenas para os alunos que demonstrassem mais coragem, e provassem ser verdadeiros grifinórios.