Recreio

Há 62 anos, ocorria o grandioso lançamento de A Bela Adormecida

Para comemorar a data tão especial, confira 5 curiosidades sobre a história da Princesa Aurora

Daniela Bazi Publicado em 29/01/2021, às 17h40 - Atualizado às 17h49

Cena de A Bela Adormecida (1959) - Divulgação/Disney
Cena de A Bela Adormecida (1959) - Divulgação/Disney

Há 62 anos, no dia 29 de janeiro de 1959, ocorria o lançamento de uma das animações mais caras da Disney na década de 50, A Bela Adormecida. O filme foi o último conto de fada que contou com a participação de Walt Disney, custando cerca de 6 milhões de dólares, e gerou belas críticas feitas pelos especialistas em cinema.

A produção, inclusive, está na lista dos 25 maiores musicais do cinema, e contém Malévola como uma das 100 maiores vilãs do mundo. Para comemorar o aniversário da animação, confira algumas curiosidades sobre A Bela Adormecida!

1. A última princesa

Como já falamos, A Bela Adormecida foi o último filme de princesa que Walt Disney produziu. Isso pois, mesmo com o enorme investimento, o longa gerou um certo prejuízo para o estúdio em seu lançamento. Sendo assim, Disney decidiu dar uma pausa na adaptação dos contos infantis. Depois de Aurora, só tivemos um filme de princesa 30 anos depois, em 1989, com A Pequena Sereia. Walt, infelizmente, faleceu anos antes, em dezembro de 1966 por causa de um câncer de pulmão.

2. Tempo de tela

Mesmo a história sendo sobre a vida da Princesa Aurora, ela é a que menos aparece em todo o filme. Ao total, a personagem só está em cena por 18 minutos, a tornando a princesa que menos tem tempo de telas e falas entre todas as animações.

3. Vilã inexistente

Diferente do que muitos podem pensar, a Malévola não existia nos primeiros contos, sendo uma invenção da própria Disney. Nas outras histórias, a mulher responsável por lançar o feitiço em Aurora variava bastante, indo desde uma fada cruel que acabou sendo esquecida pelo rei, até a mãe do próprio príncipe.

malévola
Malévola, a vilã de A Bela Adormecida / Crédito: Divulgação/Disney

4. Briga na vida real

Durante o filme, um dos momentos mais engraçados e a discussão entre as fadas sobre qual cor seria o vestido de Aurora. Curiosamente, essa pequena briga também ocorreu na vida real. Durante a sua produção, os animadores não conseguiram decidir se a roupa da princesa seria rosa ou azul. Para evitar problemas, as duas acabaram na versão final junto com a brincadeira.

5. Atores reais

Durante a década de 1940 e 1950, a moda entre as animações era de criar desenhos mais cartunescos, ou seja, que não fossem tão realistas. Walt Disney, no entanto, queria inovar e decidiu criar um filme mais elegante e que tivessem traços mais voltados para o real. Para isso, ele fez com que os animadores estudassem a movimentação do corpo humano com atores de verdade, que reencenavam o filme enquanto os profissionais desenhavam tudo detalhadamente.


+Saiba mais sobre a Disney por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Walt Disney: O triunfo da imaginação americana, de Neal Gabler (2020) - https://amzn.to/3dqu81s

Tio Patinhas E Pato Donald: Fugindo Do Vale Proibido, de Don Rosa (2020) - https://amzn.to/2W7DuJU

A magia do império Disney, de Ginha Nader (2019) - https://amzn.to/2WzLzGk

Todos Os Milhões Do Tio Patinhas Vol, de Fausto Vitaliano (2020) - https://amzn.to/2LaAYMs

A Saga De Sir Pato E Sor Patinhas: Capa Dura, de Guido Martina (2020) - https://amzn.to/2SYoGvl

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Recreio pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/3doipA

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2WBSheM