Recreio

"Doutor Estranho 2": Xochitl Gomes, a America Chavez, reage a críticas sobre a heroína

Desde críticas até o banimento do filme em alguns países, entenda o motivo pelo qual a personagem foi amplamente reprovada por parte do público

Redação Publicado em 11/05/2022, às 17h40

Imagem promocional de America Chaves para "Doutor Estranho no Multiverso da Loucura" - Divulgação/ Marvel
Imagem promocional de America Chaves para "Doutor Estranho no Multiverso da Loucura" - Divulgação/ Marvel

America Chavez, a recém chegada ao Universo Cinematográfico Marvel, foi revelada pelo estúdio como uma personagem abertamente gay. Assim, desde o anúncio, tanto a interprete da heroína, Xochitl Gomes, como a própria detentora do poder de viajar entre o multiverso, vêm recebendo diversos ataques de crítica nas redes sociais, que foram rebatidas pela atriz em recente entrevista ao USA Today.

Eu sou bem positiva e criativa, mas às vezes eu não posso ignorar isso completamente. Sou grata por ter fãs muito solidários que são muito mais barulhentos e entusiasmados do que os haters. E é muito importante, já que eu tenho muitos seguidores para mostrar a eles que as coisas acontecem e é melhor permanecer forte e continuar e seguir em frente”, revelou Gomes.

Ainda na temática, "Doutor Estranho no Multiverso da Loucura", filme que foi responsável por incluir a heroína no MCU, contém uma cena de 12 segundos que mostra a relação homoafetiva das mães de Chavez na trama. Apesar de curto, o episódio foi responsável pelo banimento do longa em alguns países do Oriente Médio, como na Arábia Saudita e Egito.

Vale ressaltar que a proibição da exibição aconteceu pois a Marvel não retirou as imagens da produção e, de acordo com a cultura conservadora dessa nação, é estritamente proibido qualquer representatividade LGBTQIA+ nas mídias.

Ainda assim, esse não foi o único comentário negativo recebido pela atriz. Ao ser escalada para interpretar o papel, Gomes não recebeu muita aceitação, visto que sua cor de pele é mais clara do que a da personagem retratada nas Comics da Marvel. No entanto, o estúdio não hesitou em manter America Chavez sendo interpretada pela artista, que revelou ter ficado contente com a decisão.

Finalizando o bate-papo, Gomez destacou a importância da diversidade no MCU, ao mencionar as novas séries juvenis em produção como "Ms. Marvel" e "Ironheart", obra que trará a primeira personagem transgênero para o MCU:

As pessoas subestimam o que os adolescentes passam e o quanto eles precisam crescer tão rápido. Por isso também era tão importante mostrar a juventude da América. Eu não queria que ela fosse muito séria. Lembre-se, ela é uma criança".

"Doutor Estranho no Multiverso da Loucura" acompanha o Mestre das Artes Místicas (Benedict Cumberbatch) contando com a ajuda de America Chavez, interpretada por Xochitl Gomez e Wong, vivido por Benedict Wong para restaurar o mundo em constante mudança causado pela abertura do Multiverso. Produzido pela Marvel Studios, o longa é dirigido por Sam Raimi, e chegou aos cinemas brasileiros em 4 de maio. Confira o trailer!