Recreio

Dia do Folclore Brasileiro: conheça curtas que abordam o assunto

Data é comemorada no domingo (22) e, no Rio de Janeiro, será comemorada com exibição de filmes

Redação Publicado em 18/08/2021, às 15h21 - Atualizado às 15h32

Curupira - Divulgação
Curupira - Divulgação

No próximo domingo (22) é comemorado o Dia do Folclore Brasileiro e, sabendo disso, as cidades de Guapimirim e Rio Bonito, no Rio de Janeiro, recebem o projeto "Cinema Presente", que tem como objetivo democratizar o acesso à riqueza cultural do audiovisual e da dramaturgia do cinema brasileiro. Em 2020, 16 cidades foram percorridas pelo projeto que empregou mais de 300 pessoas, e teve a presença de mais de 3 mil pessoas.

Tudo com total segurança e seguindo os protocolos da OMS (Organização Mundial da Saúde). O projeto retorna em 2021 para finalizar o ciclo de 2020, já que não foi possível continuar as transmissões dos filmes devido ao agravamento da pandemia no Estado do Rio de Janeiro. 

"O Cinema Presente na Praça resgata a experiência do cinema por completo, realizando a sétima arte ao ar livre, em família e em segurança, ocupando lugares públicos com cultura nacional, em formação de plateia em cidades que não possuem salas de cinema", conta Felipe Flores, diretor geral do Cinema Presente, e da Flores & Filmes.

Alguns filmes brasileiros também se baseiam muito no folclore, através dos mitos, lendas, ensinamentos e expressões artísticas de cada região do país. O folclore considerado uma manifestação popular, traz consigo um conjunto de tradições capazes de prender a atenção dos telespectadores e ensinar um pouco mais da identidade social de cada comunidade, levando mais informação também ao público da terceira idade que muito se manteve em casa devido a pandemia. 

Um pouco da história do Folclore 

O Dia do Folclore, no Brasil, foi oficialmente marcado em 1965, celebrado todo 22 de agosto, com o objetivo de incentivar estudos e a preservação das tradições. Mitos e lendas que se transformaram ao longo do tempo em contos, músicas, peças teatrais e filmes. Segundo Felipe Flores: "Filmes nacionais despertam o interesse por mostrar o espelhamento do seu povo em ocupação de lugares públicos."

O Cinema Presente na Praça resgata a formação de plateia por completo, desde a sua linguagem, expressões, atuações e pontos que envolvem a realidade dos aspectos sociais, culturais e educacionais do próprio telespectador. Por ser um cinema ao ar livre, atrai muitas famílias, e com segurança em lugares públicos, inclusive disponibiliza espaço para Pessoas com Deficiência. 

O projeto tem como um dos seus alicerces a preocupação com o meio ambiente, com reciclagem das embalagens consumidas e projeção em tela de LED, que confere redução de 75% de energia nas exibições. O cinema itinerante recebeu o Selo Verde de sustentabilidade realizando o plantio de árvores e reduzindo a taxa de emissão de carbono. 

O Cinema Presente ainda conta com a parceria e presença da Nave Enel, um veículo interativo e tecnológico que proporciona aos visitantes experiência com vídeos 3D e jogos que mostram os impactos das ações humanas no meio ambiente. O espaço conta com duas áreas, sendo uma destinada à exibição de vídeos educativos e outra para jogos. Os jogos são interativos e têm como objetivo educar os participantes para os temas da cidadania, meio ambiente e destinação correta dos resíduos recicláveis. 

No evento será exibido a série de curtas "Juro que Ví" com as animações: A Lenda do Saci, O Curupira, O Boto, A Lenda da Iara e Matinta Pereira . Dia 21 de Agosto acontecerá a sessão em Guapimirim e Domingo, dia 22, Rio Bonito.