Recreio
Entretenimento / Personagens

Conheça América Chavez, nova heroína apresentada em Doutor Estranho 2

Saiba mais sobre a origem de América Chavez, nova heroína do Universo Cinematográfico da Marvel

Daniela Bazi Publicado em 13/05/2022, às 16h10

América Chavez em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura - Divulgação/Marvel Studios
América Chavez em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura - Divulgação/Marvel Studios

Uma das grandes novidades do MCU que foi apresentada durante o filme “Doutor Estranho no Multiverso da Loucura” é a personagem América Chavez, interpterada por Xochitl Gomez. Apesar de ter chegado agora ao Universo Cinematográfico da Marvel, sua história nos quadrinhos da editora já existem há um tempo — e já chegou até a sofrer alterações.

Lançada oficialmente em 2011 na HQ “Vingança” escrita por Joe Casey e ilustrada por Nick Dragotta, sua trama original a apresenta como uma garota natural do Paralelo Utópico, uma dimensão habitada apenas por mulheres que se encontra separada de todo o multiverso, e é localizada fora do espaço-tempo.

Lá, América vivia ao lado de suas duas mães, Amalia e Elena Chavez, que acabaram se sacrificando com o intuito de impedir que Paralelo Utópico fosse destruído após a barreira que separava a dimensão do multiverso sofrer rupturas.

História alterada

Sua trama foi alterada em 2021, com o lançamento da minissérie “América Chavez: Made in America”, ilustrada por Carlos Gómez e escrita por Kalinda Vazquez. Nela, a personagem descobre através de Catalina, sua irmã, que tudo o que ela conhecia do Paralelo Utópico não era realidade.

Na verdade, a dimensão seria uma ilha secreta onde suas mães seriam cientistas que foram autorizadas por Sr. Gales a realizarem pesquisas para a cura de uma doença responsável por afetar crianças que possuem dois cromossomos X, como América.

américa chavez nos quadrinhos
América Chavez nos quadrinhos / Crédito: Divulgação/Marvel Comics

Enquanto estava realizando seu tratamento, Chavez acabou criando poderes, que tentaram ser explorados por Gales. Infelizes com a situação, Amalia e Elena tentaram fugir da ilha com as duas filhas, mas faleceram durante a fuga. Dessa forma, América precisou criar um portal para tentar ir embora com a irmã, no entanto, Catalina acabou sendo pega pelo vilão antes de atravessar. Sozinha e extremamente traumatizada, a fantasia sobre o antigo Paralelo Utópico teria sido criada como uma forma de esquecer da experiência.

Nessa época, ela estava sofrendo de amnésia e acabou sendo adotada pela família dos Santana. Após um tempo, América consegue redescobrir seus poderes, mas é reprimida por seus pais adotivos que acreditam na possibilidade de suas habilidades especiais a colocarem em perigo.

Após conseguir lembrar de sua origem, Chavez se inspira em suas mães Amalia e Elena, e também decide fugir, utilizando seus poderes para viajar pelo multiverso, se estabelecendo na Terra-616, onde se une por pouco tempo à Brigada Jovem, antes de entrar para os Jovens Vingadores.

equipe dos jovens vingadores
Equipe dos Jovens Vingadores / Crédito: Divulgação/Marvel Comics

Mas, quais são seus poderes?

Além de possuir invulnerabilidade, supervelocidade, superforça e conseguir voar, América também possui habilidades relacionadas à teletransporte. Através de portais no formato de estrela, ela consegue ir sozinha ou com amigos para outros lugares do universo, ou viajar para diferentes realidades do multiverso.

Mas não para por aí! América Chavez também conta com um sexto-sentido super aguçado, onde ela consegue perceber quando algo de errado está acontecendo no multiverso, permitindo que ela direcione seus portais com a maior exatidão possível.

Para fechar sua lista de poderes com chave de ouro, a heroína já apresentou algumas vezes a habilidade de viagem no tempo, no entanto, América ainda não possui muito controle e compreensão sobre ele.