Recreio

Como surgiu a brincadeira 'Batatinha Frita 1, 2, 3' de Round 6?

Jogo despertou curiosidade em muita gente após ser mostrado na série

Redação Publicado em 06/10/2021, às 16h51 - Atualizado às 17h34

Como surgiu a brincadeira Batatinha Frita 1, 2, 3 de Round 6? - Divulgação
Como surgiu a brincadeira Batatinha Frita 1, 2, 3 de Round 6? - Divulgação

Desde que foi lançada, Round 6 está fazendo um enorme sucesso e se mantém entre as séries mais assistidas da história da Netflix. Mas além da história envolvente, a produção também chamou atenção por conta de seu primeiro episódio, que teve a famosa boneca "assassina".

Sua função no primeiro jogo é simples: ela canta uma música dizendo "batatinha frita 1, 2, 3" e, quando para, vira-se para trás a procura de jogadores que estão em movimento. Se ela os vê, atira. Mas afinal, esse jogo existe mesmo?

Primeiro, precisamos lembrar que na versão original de sua fala, a boneca, na verdade, diz: "a Rosa-de-Saron floresceu". Essa planta, que também é conhecida como hibisco-da-síria ou Mugunghwa, é considerada a flor nacional da Coreia e é citada até no Hino Nacional do país. Segundo crenças populares, essa flor teria origens celestiais e chegou a virar símbolo após a libertação da Coreia do domínio japonês. 

Aqui no Brasil, o nome foi adaptado para "Batatinha Frita 1, 2, 3"  pois, segundo o Ministério Público Federal, essa é uma brincadeira que existe de verdade (sem a violência, claro) e teria surgido na cidade de Miguel Pereira, no interior do Rio de Janeiro.

Segundo as regras do jogo, uma pessoa deve ficar virada de costas, dizer a frase e depois se virar. Dessa forma, os outros jogadores só podem correr quando o "líder" estiver de costas.