Recreio
Entretenimento / Música

Como se forma uma orquestra?

Quatro grupos de instrumentos, reunidos por características em comum, formam uma orquestra. Conheça!

Letícia Yazbek Publicado em 22/12/2021, às 17h22

Imagem ilustrativa de uma orquestra - Pixabay
Imagem ilustrativa de uma orquestra - Pixabay

Quatro grupos de instrumentos, reunidos por características em comum, formam uma orquestra. Durante as apresentações, eles são tocados por entre 80 e 100 músicos, que dão um verdadeiro espetáculo! Estamos falando das cordas, madeiras, metais e percussão.

Cordas

Produzem som a partir da vibração das cordas presas nas extremidades. A quantidade delas varia muito: o berimbau tem apenas uma corda, o violino tem quatro e a harpa, mais de 40. Elas podem ser dedilhadas pelos dedos ou por palhetas (violão e harpa) ou friccionadas por um arco (violino, violoncelo e contrabaixo). Outros instrumentos desse grupo são a viola, o bandolim e a guitarra.

Agudo ou grave?

A diferença de sonoridade entre os instrumentos de corda depende da espessura das cordas e do tamanho do instrumento. Quanto menor o instrumento e mais finas as cordas, mais agudo será o som produzido por ele.

Metais

Assim como os instrumentos de madeira, os de metal funcionam com o sopro do músico no bocal – são tubos feitos de latão (uma liga de cobre e zinco), dobrados ou enrolados. Em uma das pontas do tubo fica o bocal. A outra ponta se alarga e forma a campana, parte onde se projeta o som. Eles também podem ser tocados com a surdina, uma peça que muda a saída do ar e torna o som mais abafado. A família dos metais é formada pelo trombone, trompete, tuba e trompa.

Madeiras

Eles têm lâminas feitas de cana, que vibram com o sopro do músico sobre um bocal, como na flauta, ou sobre uma palheta, como na clarineta e no oboé. Esses instrumentos possuem formato de tubo – no interior dele, surge uma coluna de ar, que se movimenta e produz o som. Também fazem parte dessa família: fagote, contrafagote, flautim, corne inglês e clarone.

Vários materiais

No começo, todos os instrumentos desse grupo eram feitos de madeira. Com o tempo, alguns deles, como a flauta, passaram a ser produzidos com metal ou plástico. Mesmo assim, ainda fazem par te da família das madeiras.

Percussão

Os músicos tocam usando as mãos, baquetas, raspando ou agitando os instrumentos, que são divididos em dois grupos: os que produzem uma sonoridade definida, que podemos reconhecer e determinar como mais grave ou aguda (xilofone, tímpanos, marimba e vibrafone); e os que podem produzir de toques suaves a ruídos mais altos (triângulo, caixa, pratos, bumbo, guizo, matraca, castanhola, pandeiro, cuíca, tamborim e reco-reco).

Das antigas

Os primeiros instrumentos de percussão surgiram há cerca de 45 mil anos, com o homem batendo e balançando objetos para produzir sons. Eles eram usados em festas, rituais religiosos e como forma de comunicação.

Teclas

Piano, teclado, órgão e acordeão podem ser considerados parte do grupo das cordas. Mas, pelo modo de tocar, também são vistos como instrumentos dessa categoria diferente. Quando a tecla é acionada, atinge um pequeno martelo que toca a corda e produz o som.