Recreio
Facebook RecreioTwitter RecreioInstagram Recreio
Entretenimento / Personagem

Afinal, quem é o Besouro Azul?

Antes de assistir ao novo filme live-action do herói, descubra sua origem nas HQs!

Izabela Queiroz Publicado em 26/05/2022, às 15h10

Besouro Azul - Divulgação/ DC Comics
Besouro Azul - Divulgação/ DC Comics

“Besouro Azul”, o mais recente filme da DC Comics em produção, deve entrar em cartaz nos cinemas em 18 de agosto de 2023, onde o público poderá acompanhar a história de Jaime Reys (Xolo Maridueña), o terceiro detentor do manto do herói.

No entanto, vale lembrar que essa é a versão mais recente do personagem que tem raízes ainda mais profundas, visto que outras duas figuras já encarnaram o codinome do herói ao longo dos anos, onde receberam diversas alterações em suas origens ao passar por editoras completamente diferentes.

Assim, para que você descubra o caminho percorrido até a chegada do jovem latino nas HQs antes de assistir ao filme nas telonas, selecionamos abaixo as principais informações sobre seu surgimento. Confira!

Primeira aparição

O Besouro Azul surgiu em 1939 após ser inserido nas histórias em quadrinhos “Mistery Men Comics 1”, da editora Fox Comics, onde se tornou um grande sucesso, ganhando inclusive uma série de rádio com 13 episódios no ano seguinte ao lançamento.

Mistery Men
Capa da HQ “Mistery Men Comics 1”. Crédito/Divulgação/ DC Comics

A trama da obra acompanhava Dan Garrett, um clássico homem que enfrentava uma vida dupla: de dia ele era apenas um policial comum, enquanto a noite encarnava o alter-ego e resolvia crimes fora dos parâmetros da lei.

Nessa primeira história, o herói surgiu sem poderes e caracterizado apenas como um detetive misterioso, usando um simples chapéu, um longo sobretudo e uma máscara para se disfarçar enquanto resolvia os problemas da cidade.

No entanto, momentos depois ele aderiu ao uniforme azul e passou a desenvolver novas habilidades ao consumir a vitamina 2-X, responsável por trazer agilidade, super-força, resistência e até mesmo ressuscitar os mortos, conforme visto em um dos momentos da HQ.

O segundo detentor do manto

Anos depois, na década de 50, o mercado de quadrinhos passou por uma crise, gerando o fechamento de diversas editoras, fazendo com que a Fox Comics saísse do mercado e a história do Besouro Azul ganhasse novos ares.

Passando a fazer parte da Charlton Comics, o personagem ressurgiu na revista “Capitão Átomo” em 1966 como Ted Kord, um jovem inventor genial e rico que desenvolveu uma máquina voadora em formato de besouro. No entanto, sua história é mais complexa do que parece.

Em 1967, a origem de Ted foi publicada, revelando que, na verdade, o personagem foi parceiro de Dan Garrett, que nessa versão deixa de ser um policial e se torna um arqueólogo.

No enredo, Dan morre em luta contra o tio de Ted, mas antes revela ser o Besouro Azul e pede que o rapaz assuma o manto do herói.

Além disso, Dan revelou que seus poderes vêm de um misterioso escaravelho encontrado durante uma expedição ao Egito, mas esse artefato poderoso nunca chegou as mãos de Ted, fazendo com que ele utilizasse apenas tecnologia para solucionar os crimes e mistérios.

Entrada na DC

Na década de 80, o personagem passa a fazer parte da DC Comics, onde ganha uma série solo, participa da Liga da Justiça e também aparece na narrativa da Crise nas Infinitas Terras, lançada em 1985.

A origem de Ted foi firmada na DC um ano depois, onde o herói surge como aluno de Dan Garrett. Além disso, novas explicações sobre o escaravelho são realizadas, contando que o artefato pertencia um antigo deus egípcio e que para que Garrett fizesse uso do objeto, era necessário que ele gritasse a frase “Khaji Da!”.

Khaji Da
"Khaji Da" sendo proferida nas comics. Crédito/Divulgação/ DC Comics

O terceiro Besouro Azul

Em 2005, Ted acabou morrendo, mas não demorou muito para que um novo detentor do manto surgisse, visto que, no ano seguinte, Jaime Reyes, um jovem descendente de mexicanos que morava em El Paso, na fronteira do estado do Texas com o México surgiu nas HQs.

Na trama, Jaime encontra o antigo escaravelho nas ruas de sua cidade e o leva para casa. Na noite daquele mesmo dia, o artefato ganha vida e se une a coluna do garoto, fazendo com que ele se torne o Besouro Azul.

Jaime Reyes
O escaravelho. Crédito/Divulgação/ DC Comics

Após se envolver em diversas confusões, Jaime descobre que o escaravelho é, na verdade, um artefato criado pelos Reach, uma civilização alienígena que recebe o nome de Khaji Dha.

O objeto foi enviado a terra com o intuito de conquista-la, mas os planos foram frustrados após o item entrar em contato com magia, fazendo com que a comunicação entre os planetas fosse interrompida e a dominação finalizada.

Ainda assim, o escaravelho fez com que Jaime abrigasse poderes como super-força, visão de raio X, capacidade vôo, além de se tornar uma super armadura com diversos poderes, inclusive o de proteção aos poderes de controle de mente, visto que Khaji Dha pode assumir o controle da armadura.

Por fim, Jaime acaba se aliando a diversos outros heróis após assumir o manto de Besouro Azul, entre eles o Pacificador, que na trama das comics acaba se tornando o mentor do jovem por um tempo, além do Gladiador Dourado e os Jovens Titans.