Recreio
Busca
Facebook RecreioTwitter RecreioInstagram Recreio

Afinal, qual foi o primeiro filme live-action da Disney?

Descubra em qual contexto surgiu, a história e quando foi lançado o primeiro filme live-action que recebeu o selo Disney

Logo do Walt Disney Studios e pôster de 'A Ilha do Tesouro' - Divulgação/Disney
Logo do Walt Disney Studios e pôster de 'A Ilha do Tesouro' - Divulgação/Disney

Além das animações que encantam diversas gerações de crianças desde que a Disney surgiu em 1923, o estúdio fundado por Roy e Walt Disney também é responsável por produzir longas-metragens em que atores reais dão vida aos personagens que antes não existiam nas telonas, como a franquia ‘Piratas do Caribe’, ou as grandes adaptações de contos de fadas, como ‘A Bela e A Fera’ (2017).

Inúmeras são as tramas que pertencem ao selo, mas você sabe qual foi o primeiro live-action da Disney dentre eles? Para descobrir a resposta é necessário relembrar as primeiras décadas de existência do estúdio, assim como o contexto histórico da época.

Como assim?

Pouco depois da Disney completar 20 anos de criação, o mundo começou a viver um dos maiores conflitos militares que a humanidade já enfrentou: a Segunda Guerra Mundial (1939 — 1945). Durante esse período, o estúdio, assim como muitos outros, foi requisitado pelas Forças Armadas dos Estados Unidos logo após o bombardeio de Pearl Harbor, para criar conteúdos de propaganda militar, paralisando projetos não relacionados com posicionamento político da época, já que, conforme revelado no blog oficial da Disney, 90% da produção do estúdio foi direcionada aos esforços da guerra.

Com o fim da Segunda Guerra Mundial após a rendição do Japão em setembro de 1945, Walt pôde retomar às rédeas de produção do estúdio. Ainda assim, não havia muitos projetos engatados que pudessem ser lançados com rapidez, afinal, eram necessários anos para que uma animação fosse finalizada, o que fez com que o co-fundador da empresa chegasse a conclusão de que a Disney precisava diversificar seus conteúdos para continuar ativa no mercado.

Pensando em expandir-se para novos tipos de entretenimento, Walt começou a considerar a produção de um filme live-action. Segundo o historiador da animação Michael Barrier, Walt estava pensando em um título nesse formato "desde março de 1941", tendo como base para produção o livro "The Hound of Florence", de Felix Salten, mas a ideia só ganhou forma após o grande conflito, e com outra obra: "A Ilha do Tesouro", romance clássico de Robert Louis Stevenson.

A história de 'A Ilha do Tesouro'

Pôster de 'A Ilha do Tesouro'
Pôster de 'A Ilha do Tesouro' / Crédito: Divulgação/Disney

Com as filmagens iniciadas em julho de 1949, "A Ilha do Tesouro" foi lançada nos cinemas pouco mais de um ano depois, em 4 de setembro de 1950, tendo Byron Haskin como diretor, e o veterano da Disney, Perce Pearce, que havia sido escritor de 'Fantasia' (1940) e diretor de história de 'Bambi' (1942), como produtor.

A trama, que acompanha um menino chamado Jim Hawkins enquanto ele procura um tesouro escondido, foi gravada em Bristol Harbour, em Bristol, na Inglaterra, visto que, devido às novas políticas do pós-guerra implementadas para reanimar sua economia, o valor de mais de um milhão de dólares em receitas de bilheteria obtidas pela Disney na Inglaterra só poderiam ser gastos na Inglaterra.

Ainda que tenha sido o primeiro live-action do estúdio, o filme se tornou um enorme sucesso, arrecadando bilheteria total de US$ 4,8 milhões em todo o mundo, um lucro de US$ 3 milhões, já que o orçamento gasto para a produção do filme foi de US$ 1,8 milhão.