Hello Kitty: A história de uma das personagens mais famosas do mundo

Saiba um pouco mais sobre a incrível tragetória de Kitty White

Publicado quarta 24 março, 2021

Saiba um pouco mais sobre a incrível tragetória de Kitty White
Cena da animação O Mundo da Hello Kitty - Divulgação/Youtube/Hello Kitty Brasil

A Hello Kitty foi criada em 1974, pela designer Yuko Shimizu da empresa japonesa Sanrio, com o nome de Kitty White. Segundo a história da personagem, ela teria nascido em algum lugar no sul da Inglaterra, no dia 1 de novembro. Ela também possui irmã gêmea, chamada Minny White, e mora no subúrbio de Londres junto de seus pais, George e Mary, e seu gatinho, Charmmy Kitty.

Descrita pela própria empresa como “uma garota feliz e com coração de ouro”, Kitty mede aproximadamente a altura de cinco maçãs e pesa o mesmo que três maçãs. Ela é uma ótima aluna que ama estudar inglês, música e arte, e que em seu tempo livre adora tocar piano, praticar esportes, fazer cookies e criar novas amizades. Não é atoa que seu lema é “Nunca é demais ter muitos amigos".

Além de ser uma personagem extremamente carismática, a Hello Kitty também trabalha duro ao redor do mundo para espalhar o bem em todos os cantos e levar amor e alegria para aqueles que precisam. “Na América Latina, a Hello Kitty visita muitos hospitais e casas de crianças. Ela também participou das ações do Teleton, que apoiam o tratamento de crianças com deficiência física, no México, Brasil e Peru”, diz a Sanrio sobre as ações sociais da personagem.

Internacionalmente, Kitty também é uma figura muito importante. Ela já foi uma das embaixadoras da UNICEF — órgão das Nações Unidas que trabalha pelo direito das crianças e adolescentes — e, atualmente, fez uma parceria com a ONU para promover os objetivos globais sustentáveis.

Teorias da conspiração já desmentidas

Desde sua criação, a gatinha passou a fazer sucesso com pessoas de todas as idades e partes do mundo. Por isso, inúmeras polêmicas passaram a surgir em volta da carismática personagem. A maior delas, provavelmente, é em relação a sua boca, onde existem diversas teorias do porque a gatinha não a possui.

Em 2005, muitas pessoas passaram a acreditar que a resposta para esse questionamento era relacionado ao caso de uma garotinha de 14 anos que sofria de um câncer de boca terminal. De acordo com essa história, sua mãe teria feito um pacto para que a filha melhorasse e, em troca, criaria uma marca de grande sucesso internacionalmente como forma de oferenda.

No entanto, toda essa suposição foi desmentida pela própria idealizadora da boneca. Ela disse que o verdadeiro motivo para Kitty não ter boca é porque ela queria que as pessoas conseguissem projetar suas emoções através da personagem.

"Kitty parece feliz quando as pessoas estão felizes. Ela parece triste quando elas estão tristes. Por motivos psicológicos, achamos que ela não deveria estar presa a nenhuma emoção específica, e é por isso que ela não tem boca", disse Yuko.

De acordo com a Sanrio, “A Hello Kitty fala com o coração! Se ela tivesse uma boca desenhada, já teria um humor definido, o que não era o desejo da Sanrio. Desta maneira, a Hello Kitty apresenta um traço, onde as pessoas se identificam com ela, independente do seu estado de humor. Se a pessoa estiver alegre, a Hello Kitty vai lhe parecer alegre também e a mesma coisa acontece se a pessoa estiver triste ou zangada".

Outra controvérsia de Hello Kitty que caiu na boca do povo, dessa vez no ano de 2014, é em relação a sua espécie. A confusão aconteceu quando a antropóloga Christine Yano, que organizava uma exposição sobre a personagem no aniversário de 40 anos, foi corrigida pela companhia na descrição das imagens da exposição. Assim, ela disse ao veículo Los Angeles Times que Kitty não era um gato.

A fala gerou discussão na internet, já que muitos diziam que a afirmação não fazia sentido pela boneca ter bigodes e orelhas de gato. Contudo, o site Kotaku entrou em contato com a companhia, que esclareceu o seguinte: a correção solicitada para Yano foi que usassasse a palavra 'gijinka', que significa "antropomorfização" e também "personificação". O NSC Total repercutiu que, segundo a companhia, ela teria entendido que isso faria da personagem um humano. Assim, é possível entender que Kitty é um personagem personificado, assim como Pateta e o Mickey. 

Errata: A reportagem errou ao dizer que Hello Kitty havia sido inspirada no gato presente no conto Alice no País das Maravilhas. O conteúdo foi alterado. 

Último acesso: 24 Sep 2021 - 12:52:06 (1100433).