Recreio

9 fatos sobre os filmes da Disney que parecem mentira mas não são

Confira algumas curiosidades sobre as animações mais famosas do mundo que você nunca imaginou que poderiam ser verdade

Daniela Bazi Publicado em 01/10/2021, às 17h41 - Atualizado às 17h46

Cena de A Bela Adormecida (1959) - Divulgação/Disney
Cena de A Bela Adormecida (1959) - Divulgação/Disney

Famosos no mundo inteiro, os filmes da Disney possuem algumas das histórias mais amadas de diferentes gerações. Não é atoa que, mesmo após anos desde os seus lançamentos, inúmeras produções do estúdio permanecem nas listas dos mais assistidos em inúmeras partes do planeta.

Com todo esse sucesso, os filmes ocasionaram em alguns acontecimentos que, quando contados, parecem ter surgido direto das mentes criativas dos roteiristas — mas ocorreram de verdade.

Confira 9 fatos sobre os filmes da Disney que parecem mentira mas não são!

1.A Bela Adormecida é, atualmente, um dos grandes sucessos entre os filmes de princesa. Mas você sabia que o seu lançamento foi um fracasso? Segundo o Buzzfeed, a bilheteria da produção sobre a princesa Aurora foi tão mal que, na época, a Disney precisou realizar uma demissão em massa do departamento de animação. O filme só começou a arrecadar um valor aceitável anos depois, com o seu relançamento.

2. De acordo com Keith Stephens, um especialista em arte de animação, 95% das células de antigas animações da Disney foram perdidas porque os animadores brincavam de patinar com elas após as gravações. “Lá em 1940, os artistas que trabalharam em ‘Fantasia’, da Disney, também jogavam as células no chão depois que eram filmadas... Ninguém se importava. Eles patinavam nelas e brincavam de escorregar nas pilhas escorregadias”, revelou.

fantasia
Cena do filme Fantasia (1940) / Crédito: Divulgação/Disney

3. Após o lançamento de Branca de Neve e os Sete Anões, o cinema Radio City Music Hall, em Nova York, nos Estados Unidos, precisou reestofar grande parte de seus assentos. O motivo? Muitas crianças fizeram xixi nas calças durante o filme após a cena em que a bruxa aparecia.

4. Por ser um filme histórico, você deve imaginar que a dubladora oficial da Branca de Neve recebeu uma fortuna para dar voz à icônica princesa, né? Mas isso não aconteceu. Adriana Caselotti, a voz por trás da princesa, revelou que, na época, recebeu apenas 20 dólares por dia de gravação, totalizando por volta de US$ 970,00 até o final. Hoje em dia, esse valor equivale a, aproximadamente, 355 dólares por dia.

5. Para transmitir a emoção necessária, Jodi Benson, a dubladora oficial da princesa Ariel, gravou a música “Part of Your World” dentro de uma cabine de som escura e totalmente isolada. Tudo isso foi feito para que ela conseguisse colocar em sua voz o mesmo sentimento em que a personagem estaria sentindo na cena.

6. Muitos fãs afirmam que Flynn Rider (José Bezerra), de Enrolados, é um dos personagens mais bonitos da animação. Para que ele fosse realmente atraente, os diretores Nathan Greno e Bryon Howard revelaram que foi necessário marcar uma reunião com todas as mulheres do prédio, para que elas lhes dissessem os atributos físicos que mais chamam atenção, se baseando em alguns astros de Hollywood.

7. Já para criar a princesa Ariel, de A Pequena Sereia, a Disney se baseou na atriz Alyssa Milano, que só ficou sabendo deste fato um ano depois da estreia do filme. Em entrevista, ela disse “A Disney desenhou o rosto de Ariel a partir de fotos minhas. Eu não sabia disso enquanto estava acontecendo, e então, um ano depois que o filme saiu, eles me pediram para fazer uma espécie de 'making of, por trás dos bastidores' especial sobre isso, e então me contaram, o que achei muito legal".

8. No ano de 1939, Walt Disney recebeu um Oscar Honorário por Branca de Neve e os Sete Anões, sendo reconhecido como “uma inovação significativa na tela, que encantou milhões e foi pioneiro em um grande novo campo de entretenimento para o desenho animado", conforme diz o próprio título. O melhor de tudo é que, além da estatueta normal, Walt também foi agraciado com outras sete miniaturas que representavam os anões.

9. Para as gravações da música “Beauty and the Beast”, de A Bela e a Fera, a Disney convidou inúmeros atores da Broadway e a Orquestra Filarmônica de Nova York para participar da canção. Entre eles, estava a renomada atriz Angela Lansbury, que gravou a faixa inteira em apenas uma tomada, após permanecer a noite inteira acordada em um voo.