Recreio

83 anos de Branca de Neve: 5 curiosidades sobre uma das animações mais importantes da Disney

Lançado em 1937, o filme marcou história do mundo do cinema e continua a arrastar uma legião de fãs ao redor do mundo

Daniela Bazi Publicado em 05/02/2021, às 18h14 - Atualizado às 18h17

Cena de A Branca de Neve e os Sete Anões (1937) - Divulgação/Disney
Cena de A Branca de Neve e os Sete Anões (1937) - Divulgação/Disney

A Branca de Neve e os Sete Anões é um dos filmes mais importantes na história da animação. A produção foi o primeiro longa-metragem animado da história, e o primeiro a ser feito totalmente em cores no mundo. Em 2008, foi eleito como o maior filme de animação americana de todos os tempos pelo American Film Institute.

Sendo lançado em 4 de fevereiro de 1937, a aclamada animação completou 83 anos na última quinta-feira. Comemore a data tão especial com 5 curiosidades sobre o filme da primeira princesa da Disney!

1. Outras versões

A história que conhecemos hoje em dia não surgiu de primeira. Antes dela, a equipe de roteiristas da Disney já havia escrito outras versões, onde a Rainha Má tentava acabar com Branca de Neve utilizando um pente envenenado, o príncipe Florianera capturado pela vilã, e com os anões construindo uma cama maior para a princesa dormir confortavelmente em sua casa.

2. Os sete anões

No conto original popularizado pelos Irmãos Grimm, nenhum dos anões possuíam nome. Walt Disney que surgiu com a ideia de nomes que coincidissem com as suas próprias personalidades. Dunga, inclusive, foi o último a ser escolhido e passou muito tempo sendo chamado apenas de Sétimo, já que a equipe não conseguia decidir qual característica dar ao personagem.

3. Adaptação

No início do filme, podemos conferir que todos os anões possuem os seus devidos nomes em suas próprias camas. Para ser exibido em outros países onde a língua nativa não é o inglês, o filme teve que ser adaptado em diversas versões diferentes para colocar os nomes dos personagens no idioma correto do país.

branca de neve

4. “A loucura da Disney”

Em 1937, muitas pessoas achavam uma loucura o projeto da Disney de criar uma animação com mais de uma hora de duração — já que ninguém havia feito nada parecido até então. Por isso, as manchetes dos jornais da época continham a frase “A loucura da Disney”. Porém, após o lançamento e o grandioso sucesso do filme, o The New York Times, um dos jornais mais importantes dos Estados Unidos, mudou sua manchete para “Muito obrigado, sr. Disney”.

5. Inspirações reais

Para ajudar na inspiração dos desenhistas e com o intuito de que ficassem o mais realista possível, Walt Disney decidiu levar ao estúdio diversos animais silvestres para que os profissionais observassem atentamente os seus movimentos. Alguns atores e atrizes também foram contratados para que a equipe pudesse estudar a movimentação dos personagens, principalmente de Branca de Neve, do Príncipe Florian e da Rainha Má.