Recreio
Busca
Facebook RecreioTwitter RecreioInstagram Recreio
Entretenimento / Princesas

5 princesas da Disney que ainda não ganharam versões em live-action

Descubra quais são as princesas da Disney que não tem planos para ganharem versões em carne e osso nas telonas dos cinemas

Princesas da Disney em cena do filme 'WiFi Ralph: Quebrando a Internet' (2018) - Divulgação/Disney
Princesas da Disney em cena do filme 'WiFi Ralph: Quebrando a Internet' (2018) - Divulgação/Disney

Um esforço feito pela Disney que pode ser notado nos últimos anos é a adaptação de animações clássicas do estúdio para o formato live-action, fazendo com que os filmes de princesas também entrassem nesta lista, trazendo personagens como Ariel, Cinderela e Bela em carne e osso para as telonas em A Pequena Sereia (2023), Cinderela (2015) e A Bela e a Fera (2017).

Ainda assim, existem 13 detentoras desse título da realeza da Casa do Mickey, e muitas delas ainda não puderam ser interpretadas por atrizes nos cinemas. Pensando nelas, a RECREIO reuniu uma lista para revelar 5 princesas que ainda não ganharam versões em live-action pela Disney; veja!

Tiana

Cena da animação 'A Princesa e o Sapo' (2009)
Cena da animação 'A Princesa e o Sapo' (2009) /Crédito: Reprodução/Pixar

Lançada em 2009 através do filme ‘A Princesa e o Sapo’, a princesa Tiana tem uma ampla popularidade entre o público que acompanha as narrativas fantasiosas do estúdio, tanto é, que ganhará uma nova atração no Walt Disney World, "Tiana's Bayou Adventure", que será inaugurada em 28 de junho no Magic Kingdom Park de Orlando, na Flórida.

Ainda que não possua uma versão ‘real’ lançada pela Disney, a princesa foi inspirada em uma pessoa que realmente existe: Anika Noni Rose, a dubladora oficial da personagem. As duas têm nariz aredondado e lábios carnudos, além de serem canhotas — característica que muitos podem não ter percebido enquanto assistiam à animação.

Rapunzel

Rapuzel
Cena da animação 'Enrolados' (2010) /Crédito: Reprodução/ Disney

Presa em uma torre por muitos e muitos anos, Rapunzel é a princesa de longos e dourados cabelos que passou a fazer parte da franquia de princesas da Disney em 2010, ano em que surgiu no filme ‘Enrolados’, trama baseada no conto de fadas alemão ‘Rapunzel’, dos Irmãos Grimm.

Na versão do estúdio fundado em 1923 por Roy e Walt Disney, a princesa é aprisionada na torre, pois as suas madeixas servem como fonte de sua juventude para Mãe Gothel.

Raya

Raya
Imagem promocional de 'Raya e o Último Dragão' (2021) /Crédito:Divulgação/Disney

A princesa mais recente do estúdio também não possui uma versão em carne e osso. Essa é Raya, apresentada em ‘Raya e o Último Dragão’, filme de 2021, que traz inspiração nas culturas do Sudeste Asiático ao acompanhar a personagem título da trama em uma viagem solitária para restaurar a terra.

Isso porque, no mundo de fantasia de Kumandra, humanos e dragões viviam juntos em harmonia, até que uma força maligna ameaçou a terra, fazendo com que os dragões se sacrificassem para salvar a humanidade. No entanto, agora, 500 anos depois desse fatídico evento, a ameaça retornou, fazendo com que o último dragão vivo seja procurado para tentar salvar o mundo novamente.

Merida

Cena da animação "Valente" (2012)
Cena da animação "Valente" (2012) /Crédito:Reprodução/Disney

Além de se tornar uma princesa oficial da Disney, Merida também é a primeira princesa que surge sob o selo Pixar. A personagem de ‘Valente’ (2012), é responsável por quebrar a tradição ao lutar pela própria mão, se recusando a ser envolvida em um casamento arranjado.

Ainda assim, enquanto tenta evitar a todo custo se casar com alguém quem não ama, Merida acaba trazendo uma poderosa maldição para o seu lar, sendo responsável por transformar sua mãe e seus dois irmãos mais novos em ursos pardos, a fazendo entrar em uma jornada perigosa e repleta de aprendizados enquanto tenta reverter o feitiço e restaurar sua família.

Pocahontas

Pocahontas
Pocahontas /Crédito:Reprodução/Disney

Por fim, há Pocahontas, princesa lançada em 1995. Ela, uma índia nativo-americana, filha do chefe da tribo em que vive, se apaixona por John Smith, um dos colonos ingleses que ameaçam tomar o território indígena, o que nenhum deles poderia imaginar é que o amor que compartilham seria responsável por dar fim ao conflito entre os dois povos.

Assim como Tiana, Pocahontas também é inspirada em uma pessoa do mundo real: Amonute, que serviu de inspiração para o enredo da personagem, já que ela, que nasceu em 1596, era filha do líder Powhatan, vivendo na região conhecida atualmente como Jamestown, na Virgínia, presenciando a grande briga entre colonos e americanos e se tornando responsável por salvar a vida de John Smith, ainda que, diferente da animação, ela fosse ainda criança quando tudo aconteceu e nunca tenha vivido um romance com Smith.