Recreio
Corpo Humano / Órgãos

Como a pele é formada?

Descubra quais são as camadas que compõem o maior órgão do nosso corpo

Letícia Yazbek Publicado em 24/07/2020, às 14h00 - Atualizado às 18h39

Imagem ilustrativa de uma mão - Pixabay
Imagem ilustrativa de uma mão - Pixabay

A pele é formada por três camadas: epiderme, derme e hipoderme. Entenda a função de cada uma delas:

Epiderme

A camada mais superficial da pele é a epiderme. Ela é formada por várias camadas de células, uma em cima da outra. A epiderme é muito fina: varia de meio milímetro (nas pálpebras, por exemplo) a 2 milímetros (na palma das mãos). A principal função da epiderme é formar uma barreira, protegendo o corpo contra danos externos e dificultando a saída de água e a entrada de microrganismos.

A epiderme é formada por diferentes tipos de células:

• queratinócitos (produzem a proteína queratina, dando rigidez à pele);

• melanócitos (produzem a melanina, pigmento que dá cor à pele);

• células de Langerhans (ajudam na defesa do corpo);

• células de Merkel (responsáveis pelo sentido do tato).

A quantidade de melanócitos é igual em todas as pessoas, mas, em algumas, essas células produzem mais melanina. É por isso que há pessoas com diferentes tons de pele!

É a partir da epiderme que surgem os anexos cutâneos, como unhas e pelos. As unhas protegem as extremidades dos dedos. Já os pelos ajudam a controlar a temperatura do corpo (no frio, ficam arrepiados, prendendo ar entre eles e evitando a perda de calor).

A parte mais profunda da epiderme é chamada de camada basal. Ela é responsável por formar as células que darão origem às camadas superiores. As células formadas na camada basal vão sendo empurradas para cima. É assim que a pele se renova - as células mortas, que ficam na superfície, se desfazem e são substituídas por células novas. Esse ciclo costuma levar 28 dias.

Derme

Localizada abaixo da epiderme, a derme é de 10 a 40 vezes mais grossa. É na derme que estão localizados vasos sanguíneos, folículos pilosos (estruturas que dão origem aos pelos), glândulas sebáceas (que produzem sebo) e glândulas sudoríparas (que produzem suor).

A derme é cheia de nervos sensitivos e terminações nervosas. Essas terminações recebem os estímulos do meio ambiente e os transmitem ao cérebro por meio dos nervos. Aí, os estímulos são traduzidos em sensações como dor, frio, calor e cócegas.

A derme é formada por células chamadas de fibroblastos, que sintetizam fibras de colágeno e elastina – elas dão flexibilidade e resistência à pele, e ainda permitem a cicatrização dos tecidos danificados.

Com o passar dos anos, a pele perde colágeno e elastina – além de gordura, que mantém a firmeza. Aí, ela fica mais fina e menos firme, favorecendo o surgimento de rugas. O sol também contribui para acelerar o processo de envelhecimento da pele.

Hipoderme

A hipoderme é uma camada profunda e espessa, localizada depois da derme. Ela é formada por células de gordura, os adipócitos, e é responsável por isolar o organismo das variações de temperatura e acumular energia para o desempenho das funções do organismo. A hipoderme também ajuda a unir a epiderme e a derme ao resto do corpo.

Consultoria: Jane Tomimori (professora do Departamento de Dermatologia da Unifesp) e Samuel Mandelbaum (professor de Dermatologia da Faculdade de Medicina da UNITAU).