Recreio
Corpo Humano / Saúde

Por que nós temos mau hálito?

Descubra a origem por trás do cheiro ruim que sempre sentimos ao acordar

Lucas Vasconcellos Publicado em 02/07/2021, às 09h00 - Atualizado às 09h41

Imagem ilustrativa de uma pessoa com mau hálito - Pixabay
Imagem ilustrativa de uma pessoa com mau hálito - Pixabay

Não tem jeito: logo que acordamos, a boca está com aquele cheiro desagradável. É o bafo, também chamado de mau hálito matinal e halitose. Durante o sono, as horas se comer levam o corpo a produzir menos saliva. Isso faz com que as bactérias que vivem na boca entrem em processo de fermentação, liberando cheio de enxofre. Mas basta escovar os dentes para o problema estar resolvido.

Sinal de alerta 

O que não é normal é ter bafo ao longo do dia. Quando isso acontece, a causa costuma ser a mesma e está na língua. Esse órgão é coberto por papilas gustativas, que nos permitem sentir o gosto dos alimentos. Entre elas há pequenos espaços que retêm comida e até células. As bactérias que vivem na boca adoram esses restos e fazem a festa, liberando o cheiro ruim.

Outras causas comuns para o mau hálito são: problemas na gengiva e cáries, por exemplo. Já o estômago, que muita gente julga ser o responsável pelo cheiro ruim na boca, só é o culpado se houver alguma doença na região.

Como evitar?

A melhor saída é escovar os dentes (e a língua, além de usar fio dental) após cada refeição e antes de dormir. O creme e a escova dental limpam a região e, na língua, agem eliminando os restos de comida que ficaram entre as papilas gustativas.

Já ouviu falar que ficar muito tempo sem comer dá mau hálito? Não é bem assim. Na verdade, o ato de alimentar é tem efeito positivo para a saúde bucal: quando você come, a produção de saliva aumenta; aí, o bolo alimentar (comida mastigada misturada com a saliva) e o atrito da língua com o céu da boca ajudam a limpar a sujeira que ficou nas papilas gustativas.

Consultoria: Andrea Mantesso (professora da Faculdade de Odontologia da USP).