Recreio
Corpo Humano / Curiosidade

Por que os dentes de leite caem?

Saiba quando é normal o dente cair e por que isso acontece

Letícia Yazbek Publicado em 12/11/2021, às 14h23 - Atualizado às 15h26

Por que os dentes de leite caem? - Pixabay
Por que os dentes de leite caem? - Pixabay

Toda criança passa pela fase em que os dentes de leite caem – acontece, normalmente, por volta dos 5 ou 6 anos. Eles são temporários e têm o tamanho apropriado para a boca pequena desse momento da vida. Quando crescemos, dão lugar aos dentes permanentes, que se adaptam melhor ao tamanho que teremos na vida adulta.

Os primeiros dentes de leite a cair costumam ser os primeiros que surgiram. Isso geralmente acontece com os dentes da frente, os primeiros a nascer na maior parte das crianças. No entanto, cada organismo se desenvolve de um jeito, e, em alguns casos, a criança pode perder outro dente primeiro.

Se os dentes de leite começarem a cair antes dos 5 anos ou se uma queda ou pancada fizer com que eles caiam, o mais indicado é consultar um dentista. Um trauma na região também pode fazer o dente ficar mole, quebrar, entortar ou entrar na gengiva.

Antes de cair completamente, os dentes de leite vão se soltando da gengiva e ficando moles. O melhor é não puxar - isso pode machucar a região! Quando o dente já estiver bem mole é possível estimulá-lo a cair, balançando de um lado para o outro ou comendo alimentos rígidos, como maçã ou cenoura.

Em casos mais complicados, como quando o dente atrapalha na hora de comer, causa muita dor ou o dente permanente nasce sem o de leite ter caído, o dentista pode ajudar.

Após a queda, o dente permanente nasce em até três meses. Em algumas crianças esse tempo pode ser maior, por isso é necessário o acompanhamento de um especialista. Quando os novos dentes começam a nascer, a região pode ficar inchada, dolorida, vermelha e até com pus - também é hora de marcar uma consulta ao dentista!

Por volta dos 18 anos, começam a surgir quatro novos dentes no fundo na boca: os sisos. Eles nascem tarde porque demoram a se desenvolver dentro do osso.