Recreio
Corpo Humano / Anatomia

Como a voz sai do nosso corpo?

Falar é algo tão automático que a voz sai da sua boca e você nem pensa no assunto. Mas o organismo trabalha bastante para que isso aconteça!

Lucas Vasconcellos Publicado em 14/03/2022, às 18h36

Imagem ilustrativa de uma criança cantando - Pixabay
Imagem ilustrativa de uma criança cantando - Pixabay

O caminho da voz!

1. Você está conversando com alguém, ouve uma pergunta e, instantaneamente, responde. Mas essa pergunta viaja pelo corpo: depois de passar pelos órgãos de audição, a pergunta chega em forma de sinais elétricos ao lobo temporal, área onde começa a interpretação da mensagem.

2. Os sinais vão, então, para o hipocampo, onde a mensagem é comparada com dados da memória e as palavras podem ser entendidas. Em seguida, a resposta para a pergunta surge como pensamento.

3. O lobo frontal manda alguns músculos se movimentarem. Os nervos enviam impulsos elétricos a várias partes do corpo, acionando um mecanismo que irá permitir a fala.

4. Para responder, você inspira o ar do ambiente — ele funciona como o motor que dará a partida na próxima etapa desse processo

5. O ar passa pelas cordas vocais — duas cordas no fundo da garganta (região da laringe), que formam a letra V. Em contato com o ar, elas se encostam e produzem um som que lembra um apito — mais grosso ou mais fino, conforme o tamanho e a espessura das cordas.

6. O som parecido com um apito viaja garganta acima, fazendo vibrar tudo pelo caminho (paredes da garganta, língua, céu da boca e nariz), até sair com o som da sua voz.

Cuide bem da sua voz!

  • Tome muita água para manter a região das cordas vocais sempre úmidas
  • Durma bem para descansar os músculos e evite gritar sem necessidade
  • Aproveite alimentos como maçã e mel, que ajudam a deixar a secreção que se forma nas cordas vocais mais líquida

De sílaba em sílaba

Na hora de falar e articular as palavras, usamos a língua, dentes e céu da boca para cortar o som e criar as consoantes. Já as vogais (a, e, i, o, u) são formadas, principalmente, nas cordas vocais, com pouca participação da língua.

Exclusivo!

Cada pessoa possui uma voz única, definida por características do corpo, como peso e altura (isso influencia no tamanho do pescoço e da cabeça, na quantidade de ar que os pulmões armazenam e no tamanho das cordas vocais). Quanto maior é a pessoa, mais a voz viaja pelo corpo e fica mais profunda. Por isso, normalmente, quem é alto tem a voz mais grave.

Heranças

A voz ainda tem características culturais e familiares: a gente aprende a ouvir antes de falar. Por isso, é comum termos a voz similar a de um irmão. E sabia que sua voz seria diferente se você tivesse nascido em outro país? Cada idioma usa distintos conjuntos de vogais e consoantes, exigindo outros movimentos na pronúncia.

Quem está falando?

Não há quem não se espante ao escutar a própria voz em uma gravação: ela fica bem diferente! Isso ocorre porque, quando você fala, escuta a própria voz de dentro para fora. Mas sua voz real (aquela que as pessoas ouvem) é a da gravação!

Você sabia?

Já reparou que os homens têm algo diferente na garganta? É o gogó! Todos possuímos essa cartilagem para proteger as cordas vocais. Mas, na adolescência, ela pode crescer mais nos meninos!