Recreio
Corpo Humano / Corpo Humano

7 ações e reações do nosso corpo

Você sabe por que ficamos enjoados no barco? E por que sentimos um arrepio quando estamos com frio? A gente te explica!

Letícia Yazbek Publicado em 24/03/2022, às 18h28

Imagem ilustrativa de uma garota sentindo frio - Pixabay
Imagem ilustrativa de uma garota sentindo frio - Pixabay

1. Frio = arrepio

Sentir um arrepio quando as temperaturas despencam é uma tática de defesa do corpo. Ao perceber o frio, o sistema nervoso ativa músculos pequenos que ficam perto das raízes dos pelos. Esses músculos se contraem e os pelos ficam de pé, formando uma camada protetora, como um cobertor natural.

2. Solados dos pés = cócegas

Essa região é uma das mais sensíveis porque tem mais terminações nervosas do que outras partes do corpo. Elas captam estímulos externos e ajudam a nos proteger, percebendo logo quando pisamos em algo pontudo ou quente, por exemplo. Por isso, é normal sentirmos mais cócegas na sola dos pés. Outras áreas sensíveis são axilas, palmas das mãos e pescoço.

3. Barco = enjoo

Quando giramos, o cérebro recebe informações dos olhos e do ouvido interno (responsável pelo equilíbrio). Se você gira em uma cadeira, por exemplo, os olhos registram o movimento, mas o ouvido acha que você es tá parado. Já em um barco, o ouvido interno sente o movimento, mas a visão não nota isso. Aí surge o mal-estar!

4. Ferimento = coceira

Surge durante a cicatrização. Funciona assim: muitas células são enviadas para o machucado, um novo tecido começa a se formar e o ferimento vai fechando. Ao mesmo tempo, nervos minúsculos cicatrizam junto com a pele. Tudo isso gera a coceira — sinal de que a inflamação está indo embora. Não coce: se a casquinha cair, vai demorar para sarar.

5. Choro = sono

Quando choramos muito, normalmente é porque estamos tristes ou passamos por um problema. Os cientistas acreditam que, depois desse desabafo, o corpo se sente cansado e precisa de um período de relaxamento. E aí que podemos dormir!

6. Bater palmas = coceira

Essa sensação vem da movimentação do sangue pelos diversos vasos da região. Conforme uma mão bate na outra, o sangue desses vasinhos pode sair, deixando a pele com cor esbranquiçada, e voltar, tornando a região vermelha. O vai e vem do sangue faz a coceira aparecer!

7. Bater o cotovelo = choque

O que rola é um engano dos sentidos! Na região do cotovelo há um feixe de fibras nervosas. A função dos ner vos é transmitir ao cérebro mensagens sobre as sensações, como temperatura, choque ou dor. A batida no cotovelo estimula o nervo ulnar e provoca uma descarga elétrica, gerando uma falsa informação de dor. O estímulo é transmitido ao cérebro e sentido como se fosse um choque no antebraço e na mão, por onde o nervo se estende.