Recreio
Ciência / Invenções

Como surgiu o micro-ondas?

Ele surgiu por acaso e se tornou um eletrodoméstico indispensável nas casas ao redor do mundo. Saiba mais!

Renato Lamanna Publicado em 11/06/2021, às 09h44 - Atualizado às 10h03

Imagem ilustrativa de um micro-ondas - Pixabay
Imagem ilustrativa de um micro-ondas - Pixabay

Tempos atrás

Durante a Segunda Guerra Mundial (1939­-1945), micro-ondas eram usadas em radares para detectar aviões (a fuselagem das aeronaves refletia ondas eletromagnéticas, tornando possível prever a aproximação de um possível inimigo, por exemplo).

Chocolate quente!

Em 1945, o engenheiro norte-americano Percy LeBaron Spencer estava trabalhando em um projeto que usava, justamente, aparelhos para radares com micro-ondas. Foi então que ele percebeu algo estranho: o chocolate que estava em um dos bolsos dele derreteu! Foi graças ao calor gerado pelas micro-ondas.

Vários testes

Impressionado com a descoberta, Percy começou a fazer testes com outros alimentos, como milho (que virou pipoca) e um ovo (que explodiu por causa da pressão) Com essas informações, o engenheiro deduziu que as micro-ondas seriam capazes de fazer coisas parecidas com outras comidas. Em 1946, ele registrou a primeira patente para o uso de micro-ondas no ambiente culinário.

Enfim, na cozinha!

No ano seguinte (1947), a Raytheon (empresa para a qual Percy trabalhava) produziu o primeiro forno de micro-ondas para ser vendido. Mas o modelo da época não era tão prático quanto os de hoje em dia: tinha quase 2 metros de altura e pesava 340 quilos! Com o tempo, a novidade foi aperfeiçoada.


Fonte: Edison Tech Center - How a Microwave Oven Works, com Rudy Dehn (engenheiro que trabalhou nos primeiros modelos de micro-ondas na General Motors).