Recreio
Ciência / Natureza

Como o petróleo é formado?

Sendo uma das principais fontes de energia usada pelo homem, a substância também é utilizada para a criação de diversos derivados. Saiba mais!

Renato Lamanna Publicado em 08/01/2021, às 14h00 - Atualizado às 17h41

Imagem ilustrativa de uma pessoa em uma refinaria de petróleo - Creative Commons
Imagem ilustrativa de uma pessoa em uma refinaria de petróleo - Creative Commons

O petróleo é produzido no subsolo do planeta. Ele é composto de hidrocarbonetos (substâncias feitas de hidrogênio e carbono), em concentração que varia conforme o local. Esses compostos que criam o petróleo são orgânicos, ou seja, formados por restos de animais e plantas mortas, que foram enterrados com o tempo.

Acumulado por aí

Essa substância é encontrada nas bacias sedimentares: locais que acumulam sedimentos de rochas e que levam à formação de novas pedras. Mas nem toda a bacia sedimentar possui esse líquido oleoso. Para conter petróleo, a rocha precisa ser porosa o suficiente para que a substância se deposite ali e estar rodeada por outras rochas, só que sólidas – assim, o petróleo não escapa.

Gigantes!

Ao redor do planeta, alguns países são referência na extração de petróleo. Entre eles estão os Estados Unidos, atualmente os maiores produtores, com15,3 milhões de barris por dia. Em seguida vem a Arábia Saudita, produzindo 12,2 milhões de barris de petróleo diariamente. Já a Rússia, em terceiro lugar, produz 11,4 milhões de barris por dia.

A partir dele

Já ouviu falar nos derivados do petróleo? Vários produtos surgem a partir dele graças às diferentes substâncias que podem ser extraídas dessa substância. Além disso, o custo para transformar o petróleo em matéria-prima para fabricar outras coisas não é considerado alto. Entre os itens que contêm petróleo estão: gasolina, óleo diesel, borracha sintética, asfalto e até alguns remédios.

Subsolo brasileiro

O Brasil possui uma das maiores reservas de petróleo no planeta. É o pré-sal, localizado no litoral, entre 150 e 300 quilômetros da costa, logo abaixo de uma camada de 2 quilômetros de sal. Quem controla grande parte disso é a Petrobras.

Ambiente em risco

O problema é que, se houver um acidente no processo de extração, a exploração de petróleo afeta o ambiente. Quando algo dá errado, são liberados gases tóxicos, que causam asfixia. Se houver vazamento de petróleo no mar, o risco fica para os seres marinhos, que acabam morrendo. Além disso, a queima do produto provoca danos ao liberar gases que produzem o efeito estufa, levando ao aquecimento do planeta.

O petróleo é uma fonte de energia não-renovável. Isso quer dizer que existe uma quantidade limitada dele na natureza. Também é importante saber que o petróleo leva milhões de anos para se formar e precisa de pressões muito altas para que isso aconteça. Caso o consumo continue no ritmo de hoje, estima-se que o petróleo acabe em 50 anos!

Processo de extração

1)Prospecção: os cientistas procuram o petróleo no solo. Eles podem fazer isso analisando fotos de satélites, procurando por bacias sedimentares, medindo a densidade do solo ou por meio dos movimentos da crosta terrestre.

2)Perfuração: com uma região localizada, as jazidas de petróleo são demarcadas. Se ela estiver debaixo de um dos oceanos, são colocadas boias de sinalização. As perfurações são feitas com uma broca industrial e chegam 6 mil metros de profundidade!

3) Extração: é a retirada do petróleo. Abaixo da terra, ele está sob uma pressão muito grande. Assim, jorra para fora do solo quando ele é perfurado. Depois, a pressão diminui e é preciso usar bombas para que o petróleo chegue até a plataforma de extração.


Consultoria: Valéria Ganzella (professora de Química formada pela UNICAMP).


+Saiba mais sobre a Ciência por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

O livro da ciência, de Vários Autores (2016) - https://amzn.to/2WCqfA5

O Grande Livro de Ciências do Manual do Mundo, de Workman Publishing (2019) - https://amzn.to/2YRROYX

A História da Ciência Para Quem Tem Pressa, de Nicola Chalton e Meredith Mac Ardle (2017) - https://amzn.to/2yz6PUC

Ciência no cotidiano: Viva a razão. Abaixo a ignorância! de Natalia Pasternak e Carlos Orsi (2020) - https://amzn.to/2YMX4g2

Teoria Geral Do Estado E Ciência Política, de Alvaro Cicco (2020) - https://amzn.to/3ccHu1c

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Recreio pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/3doipA

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2WBSheM