Recreio
Facebook RecreioTwitter RecreioInstagram Recreio
Ciência / Alimentação

Como o açúcar é produzido?

Ele é importante para o nosso organismo, desde que não seja consumido em excesso. Saiba mais sobre a produção e história desse ingrediente

Letícia Yazbek Publicado em 31/01/2020, às 10h00 - Atualizado em 19/03/2022, às 11h00

Imagem ilustrativa de uma colher com açúcar e framboesa - Pixabay
Imagem ilustrativa de uma colher com açúcar e framboesa - Pixabay

O açúcar é produzido, principalmente, a partir da cana-de-açúcar. Antes de o produto final chegar até nós, a planta passa por vários processos. Primeiro, ela é moída e aquecida para a extração de um caldo doce. Então, esse caldo é filtrado, concentrado e centrifugado (quando é separado da água). Assim, são obtidos os cristais de sacarose. Os tipos mais brancos de açúcares passam por processos de clarificação (para clarear) e refinamento (deixar mais fino) para melhorar sabor, textura e aparência.

E sabia que o açúcar também pode ser feito a partir da beterraba? Esse tipo é muito comum na Europa, onde o inverno é rigoroso e a cana-de-açúcar não se desenvolve bem.

História

A cana-de-açúcar já existia na Ásia há mais de 6 mil anos, quando o caldo era usado para adoçar os alimentos. Por volta de 340 antes de Cristo, um soldado de Alexandre, o Grande (imperador da Macedônia, território atual da Grécia e Turquia), descobriu o caldo de cana em uma expedição à Índia.

Aí, o produto passou a ser comercializado com gregos e romanos (e a preços muito altos!). Em 600 depois de Cristo, os persas (que viveram no território do atual Irã) desenvolveram as primeiras técnicas de refinamento, inventando o açúcar refinado, que facilitou o transporte e o comércio.

Depois do contato de portugueses e espanhóis com os árabes (descendentes dos persas), a partir do século 17, o açúcar se espalhou pelas colônias americanas.

Saúde

Essa substância é muito importante para o nosso organismo. A glicose presente nos cristais de sacarose (que formam o açúcar) é fonte de energia para todas as células do corpo, desde os músculos até o cérebro.

Apesar de ser importante para o funcionamento do organismo humano, o açúcar deve ser consumido com cuidado! Se for ingerido em excesso, pode causar problemas de saúde, como: obesidade, diabetes, hipertensão e doenças cardíacas. O ideal é ficar de olho na quantidade de açúcar que você consome e fazer algumas mudanças nos hábitos. Evite os tipos de açúcar mais refinados e tente substituir essa substância pelo mel.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o ideal é que o consumo de açúcar não ultrapasse 25 gramas por dia (o equivalente a 2,5 colheres de sopa). Mas fique ligado: essa quantidade inclui alimentos industrializados, como biscoito recheado, leite condensado, ketchup e refrigerante, que são cheios de açúcar!