Quais são os países onde se fala português?

Sabia que a língua portuguesa é falada em lugares da Europa, África e até da Ásia? Descubra como nosso idioma foi parar lá!

Letícia Yazbek Publicado quarta 18 março, 2020

Sabia que a língua portuguesa é falada em lugares da Europa, África e até da Ásia? Descubra como nosso idioma foi parar lá!
- Divulgação

Brasil

No início da colonização portuguesa no Brasil, por volta de 1500, o tupi – falado pelos povos tupis, que habitavam o litoral do país - era usado como principal idioma da colônia. Com a chegada dos imigrantes, a língua indígena passou a ser substituída pelo português. Em 1757, o uso do tupi foi proibido por um decreto real. Aí, a língua portuguesa se fixou como a língua materna dos brasileiros. Mas há algumas palavras de origem tupi que nós usamos até hoje, como abacaxi, mandioca, caju e tatu.

Moçambique     

Localizado no sudeste do continente africano, Moçambique tem o português como idioma oficial. O país foi conquistado por Portugal em 1501 e, durante 400 anos, a língua portuguesa foi considerada a norma padrão. Depois da independência de Portugal, palavras dos dialetos nativos de Moçambique começaram a ser introduzidas à língua portuguesa. Hoje, cerca de 50% dos 20 milhões de habitantes sabem falar português, mas apenas 12% considera o português a língua materna. Os idiomas mais usados por lá são o macua e o xichangana.

Angola

Angola é um país da costa ocidental da África que tem cerca de 25 milhões de habitantes. É o país africano onde a língua portuguesa mais se propagou. A partir da colonização, em 1575, a população angolana passou a adotar o idioma como língua oficial - grande parte tinha o português como única língua. Com o passar dos anos, as línguas africanas foram mais valorizadas. Cerca de 70% da população de Angola fala português hoje, mas também há seis línguas africanas reconhecidas como línguas nacionais.

Guiné-Bissau

Guiné-Bissau é um pequeno país da costa ocidental da África que tem uma população de cerca de 1,6 milhão de habitantes. A partir da colonização do país, em 1558, o português passou a conviver com outras línguas, como o crioulo e dialetos africanos. Hoje, o português é falado apenas por cerca de 11% da população. As línguas mais faladas são o crioulo e o francês – Guiné-Bissau é rodeada por países de língua francesa e conta com muitos imigrantes de países que falam o idioma, como Senegal e Guiné.

Timor-Leste

Localizado no sudeste da Ásia, o Timor-Leste faz fronteira com a Indonésia e tem cerca de 1,2 milhão de habitantes. De 1596 a 1975, quando era colônia de Portugal, a língua portuguesa convivia com o tétum (idioma que tem origem na língua falada na Malásia). Em 1975, o país foi ocupado pela Indonésia e o uso do português foi proibido. Aí, as pessoas passaram a aprender a língua indonésia. Em 2002, Timor-Leste se tornou independente - o português voltou a ser usado, mas com menos força. A língua portuguesa é o idioma oficial, mas a maioria das pessoas tem o tétum como língua materna.

Guiné Equatorial

O português é a terceira língua oficial de Guiné Equatorial, país localizado na costa ocidental africana. Os portugueses foram os primeiros a chegarem por lá, por volta de 1471. Em 1778, as terras foram cedidas à Espanha. Aí, o espanhol se espalhou pelo país e o português acabou perdendo espaço. Hoje, 90% dos 730 mil habitantes falam espanhol, considerado o idioma oficial do país. O português e o francês são falados por uma pequena parte da população. Diversas línguas nativas são faladas por todo o país.

Macau

Macau é uma Região Administrativa Especial (província autônoma) da China. Os portugueses chegaram a Macau em 1553 e colonizaram a região por mais de 400 anos. Nos séculos 16 e 17, o português era muito importante – ele era falado por grande parte da população. Em 1987, a região foi devolvida para a China. Com isso, muitos portugueses que viviam em Macau saíram do país. Hoje, a língua portuguesa é o idioma oficial da região, junto com o chinês. No entanto, menos de 5% dos 640 mil habitantes falam português.

Cabo Verde      

Cabo Verde é um arquipélago formado por dez ilhas, localizado na região central do Oceano Atlântico, a cerca de 570 quilômetros da costa da África. Exploradores portugueses descobriram e colonizaram as ilhas em 1460. O português passou a conviver com as línguas nativas e se tornou o principal idioma do país. Hoje, a língua portuguesa é o idioma oficial de Cabo Verde – é utilizada em documentos oficiais e nos meios de comunicação. Já o cabo-verdiano, um crioulo que mescla o português com línguas africanas, é a língua materna de grande parte dos 540 mil habitantes.

São Tomé e Príncipe

São Tomé e Príncipe é um país formado por duas ilhas principais e várias ilhas pequenas. Ele é localizado no Golfo da Guiné, próximo às costas do Gabão e da Guiné Equatorial. Exploradores portugueses descobriram as ilhas em 1470 – o país se manteve como colônia de Portugal até 1975, quando se tornou independente. São Tomé e Príncipe é o terceiro país na ordem de porcentagem de falantes do português, atrás apenas de Portugal e Brasil: 95% dos 200 mil habitantes falam o idioma. Outras línguas importantes são o forro, o angolar e o monco, crioulos de origem portuguesa.

Onde tudo começou

A língua portuguesa é resultado da transformação do latim, que era falado em territórios que pertenciam ao Império Romano, e do galego, falado na província da Galícia, que hoje pertence à Espanha. Na Península Ibérica, na Europa, formaram-se muitas variações do latim. A língua portuguesa surgiu no noroeste da península, como resultado de modificações que ocorreram com o tempo. Aí, o português passou a ser o idioma oficial daquela região que, no século 12, deu origem a Portugal.

 

Consultoria: José Luiz Fiorin (professor do Departamento de Linguística da USP).

Último acesso: 01 Mar 2021 - 01:27:15 (1100171).