7 teatros de tirar o fôlego espalhados pelo mundo

Além de receberem apresentações artísticas incríveis, muitos desses locais são uma atração por si só

Bruna Cardoso Publicado sexta 19 fevereiro, 2021

Além de receberem apresentações artísticas incríveis, muitos desses locais são uma atração por si só
Fachada do Teatro Municipal de São Paulo - Wikimedia Commons

1. Faz parte da história

O Teatro Amazonas, em Manaus (Amazonas), foi inaugurado em 1896 graças às boas consequências do Ciclo da Borracha – momento da história brasileira em que a extração de látex e a comercialização da borracha trouxeram riqueza e transformações culturais para a região amazônica. Atualmente, ele recebe diversos espetáculos, como óperas, musicais, peças, festivais, corais e orquestras, como a Amazonas Filarmônica.

2. Espetáculo paulista

Um dos principais cartões-postais da cidade de São Paulo, o Teatro Municipal foi construído por um desejo elite da época, que queria transformar a cidade num centro cultural. A construção, inaugurada em 1911, recebeu influência da Ópera de Paris (França). Esse teatro serviu de cenário para um dos principais eventos da arte no Brasil: a Semana de Arte Moderna, de 1922, quando reuniu nomes da música, pintura, poesia e literatura para discutir os valores da arte e da cultura no país. Atualmente, é considerada a melhor casa de ópera do Hemisfério Sul!

3. Quase um museu

Com o objetivo de ser o melhor palco do Brasil, o Teatro Municipal do Rio de Janeiro, inspirado pela Ópera de Paris (França), foi inaugurado em 1909. Desde então, divulga a cultura carioca e nacional. O teatro continua recebendo muitos artistas importantes, orquestras, companhias de balé e pode até ser considerado um museu – pois expõe obras dos mais renomados artistas brasileiros da época da construção, como a pintura Pano de Boca, de Eliseu Visconti.

teatro

4. Referência russa

Desenhado para abrigar espetáculos de ópera e balé, o Teatro Bolshoi, em Moscou (Rússia) é considerado patrimônio cultural da humanidade pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (UNESCO). O teatro teve a primeira sede fundada em 1776, pelo príncipe russo Piotr Uroussov e Michael Maddox (um associado britânico) – o edifício atual foi inaugurado em 1825. Hoje, há mais de mil funcionários e 300 espetáculos por ano (incluindo apresentações do Balé de Bolshoi), que tornam teatro referência na qualidade artística e na produção cultural.

5. A pedido do príncipe

O teatro Ópera de Monte Carlo (Mônaco) foi inaugurado em 1870, por causa do príncipe Carlos III, que desejava aumentar o turismo da cidade. O teatro tem vista para o Mar Mediterrâneo! A sala onde ocorrem os espetáculos foi projetada para 524 lugares e recebeu o nome do arquiteto, Charles Garnier, famoso na época. Ao longo dos anos, o teatro foi o escolhido para ser o palco de estreia de mais de 80 óperas!

6. Erguido três vezes

Principal teatro lírico (drama encenado com música) de Veneza (Itália), o La Fenice surgiu em 1792 e já foi destruído duas vezes! Em 1836, um incêndio o deixou completamente em ruínas. O local foi restaurado, mas, em 1996, outro incêndio arrasou o edifício de propósito – foi causado por um eletricista revoltado com um serviço que não foi pago. Depois de oito anos de obras, o teatro foi reinaugurado em 2003. Atualmente, o Teatro La Fenice recebe peças, musicais e óperas.

7. Tem de tudo!

O Teatro de Sydney ou Ópera de Sydney (Austrália) foi inaugurado em 1973. Ele possui cerca de mil divisões (incluindo cinco estúdios de ensaio, dois auditórios, quatro restaurantes e várias lojas de recordações). O maior auditório, conhecido como Concert Hall, pode receber até 2.690 espectadores! Até uma ópera já foi feita em homenagem ao teatro: A Oitava Maravilha, dos compositores australianos Alan John e Dennis Watkins.


 

Consultoria: Marcelos Flório (pós-doutor em História pela PUC-SP e professor de História e Geografia da Universidade Anhembi Morumbi).

Último acesso: 04 Dec 2021 - 23:19:46 (1089596).