17 anos de Sexta-feira Muito Louca: Conheça 5 curiosidades sobre o clássico filme da Disney

Neste dia, em 2003, ocorria a estreia nos cinemas de um dos maiores sucessos dos anos 2000

Daniela Bazi Publicado quinta 6 agosto, 2020

Neste dia, em 2003, ocorria a estreia nos cinemas de um dos maiores sucessos dos anos 2000
Jamie Lee Curtis e Lindsay Lohan em cena de Sexta-feira Muito Louca (2003) - Divulgação/Disney

Neste dia, há 17 anos, estreava nos cinemas o filme Sexta-feira Muito Louca, protagonizado pelas atrizes Jamie Lee Curtis, como Tess, e Lindsay Lohan no papel da adolescente rebelde Anna. O longa da Walt Disney Pictures em parceria com a Buena Vista Pictures foi um sucesso entre os críticos, e logo se tornou um dos grandes marcos dos anos 2000.

A produção conta a história de mãe e filha da família Coleman, que estão sempre em pé de guerra e nunca conseguem se intender. Após comer um biscoito da sorte em um restaurante chinês, Tess e Anna acabam trocando de corpos e precisam aprender a lidar com a outra para que a magia seja revertida.

Para comemorar o aniversário deste filme icônico, confira 5 curiosidades que talvez você não sabia sobre Sexta-feira Muito Louca.

1. O filme não é original

A versão lançada no ano de 2003 é, na realidade, um remake do longa Um Dia Muito Louco, de 1976. Na primeira produção, quem interpreta o papel de Tess é a atriz Barbara Harris, e Anna é feita por Jodie Foster onde, inclusive, chegou a ser convidada pelo produtor Andrew Gunn para interpretar o papel da mãe no remake, mas acabou recusando a oportunidade.

2. A história foi inspirada em um livro

Em 1972, a autora Mary Rodgers lançava a história que serviu de base para esse clássico filme, com o nome de Freaky Friday. No longa, a obra escrita por Tess, Through the Looking Glass, contém a mesma capa que o livro de Rodgers, sendo um pequeno easter egg que quase ninguém percebeu.

3. Aulas de guitarra

Ao assumir o corpo de Anna, Tess seria obrigada a agir como se fosse a adolescente para que ninguém percebesse a estranha situação no qual se encontravam. Em uma das cenas, a personagem precisa tocar guitarra, já que a sua filha tocava. O problema é que a atriz Jamie Lee Curtis não sabia, e teve que pedir ajuda aos integrantes da banda Orgy. No final deu tudo certo e a própria Jamie toca o solo de Anna na reta final do filme.

sexta louca
Imagem promocional do filme Sexta-feira Muito Louca (2003) / Crédito: Divulgação/Disney 

4. Lindsay Lohan não seria Anna Coleman

Hoje em dia, é muito difícil pensar em outra pessoa interpretando Anna que não seja Lindsay Lohan. Porém, inicialmente, quem havia sido aprovada para o papel foi Kelly Osbourne, filha do astro do rock Ozzy Osbourne. No entanto, ela teria desistido de participar pouco tempo antes do início das filmagens. Desde então, diversas pessoas acreditam que este possa ter sido um dos maiores erros de sua carreira devido ao enorme sucesso que o filme teve após seu lançamento.

5. Gêmeas de Operação Cupido

Após a troca de atrizes para o papel de Anna, Jamie Lee Curtis acabou ficando extremamente empolgada com sua nova parceira de cena, principalmente ao descobrir que ela havia estrelado o sucesso Operação Cupido. Ao se encontrar com Lindsay, ela teria perguntado “Qual das duas gêmeas você fez?”, sem ter a mínima ideia que, na realidade, Lohan havia interpretado as duas, e contou com um incrível trabalho de edição da produção para que realmente parecesse que eram garotas diferentes.

Último acesso: 27 Sep 2020 - 00:58:44 (1100988).