Conheça 7 fatos que talvez você não saiba sobre a sua voz

Por mais simples que possa parecer, o ato de falar envolve vários processos

Lucas Vasconcellos Publicado sexta 23 outubro, 2020

Por mais simples que possa parecer, o ato de falar envolve vários processos
Ilustração de uma pessoa falando em um alto-falante - Pixabay

Falar é algo tão automático que nós nem pensamos em como isso acontece. Mas o organismo trabalha bastante para que esse processo ocorra. Conheça algumas curiosidades sobre a nossa voz!

1. Para falar, usamos órgãos dos sistemas respiratório e alimentar. Primeiro, inspiramos o ar do ambiente - ele funciona como um motor que dará a partida na próxima etapa desse processo. O ar passa pelas cordas ou pregas vocais. Em contato com o ar, elas encostam uma na outra e produzem o som que parece um apito - mais grosso ou mais fino conforme o tamanho e a espessura das cordas vocais. Depois, o som viaja garganta acima, fazendo vibrar tudo pelo caminho, até sair com o som da sua voz.

2. Na hora de falar e articular as palavras, usamos a língua, dentes e céu da boca para cortar o som e criar as consoantes. Já as vogais (a,e,i,o,u) são formadas, principalmente, nas cordas vocais, com pouca participação da língua.

3. Durante a passagem da infância para a adolescência, a voz surge uma transformação, causada pelo alargamento das cordas vocais. O resultado é uma voz mais grave e adulta. Nos meninos, esse processo ocorre entre os 12 e 13 anos de idade, e, nas menians, dos 13 aos 15 anos.

4. Capa pessoa possui uma voz única, definida por características do corpo, como peso e altura (isso influencia no tamanho do pescoço e da cabeça, na quantidade de ar que os pulmões podem armazenar e no tamanho das cordas vocais). Quanto maior é a pessoa, mais a voz viaja pelo corpo e fica mais profunda. Por isso, normalmente, quem é alto tem a voz mais grave.

5. Além das questões físicas, a voz possui características culturais e familiares: o ser humano aprende a escutar antes de falar, e fala por repetição, como um papagaio. Por isso, é comum termos a voz parecida com a de um irmão, por exemplo. E sabia que sua voz seria diferente se você tivesse nascido em outro país? Cada idioma usa distintos conjuntos de vogais e consoantes, exigindo outros movimentos para pronunciar as palavras.

6. Não há quem não se espante ao escutar a própria voz em uma gravação: ela fica bem diferente do que você ouve no dia a dia! Isso ocorre porque, quando você fala, escuta a própria voz de dentro para fora (ela vibra pelo corpo inteiro). Mas sua voz real (aquela que as pessoas ouvem) é a da gravação!

7. Alguns cuidados ajudam a manter a voz saudável. Beba bastante água, para manter a região das cordas vocais sempre úmidas. Durma bem para descansar os músculos. Procure não gritar, e fale sempre pausadamente, articulando bem as palavras. Aproveite alimentos como maçã e mel, que ajudam a deixar a secreção que se forma nas cordas vocais mais líquida.

Último acesso: 04 Dec 2021 - 22:28:39 (1098805).