Como seria a Terra se o ser humano não existisse?

Já imaginou como seria nosso planeta se a espécie humana não tivesse sobrevivido? Descubra!

Letícia Yazbek Publicado segunda 27 abril, 2020

 Já imaginou como seria nosso planeta se a espécie humana não tivesse sobrevivido? Descubra!
- Pixabay

Para conseguir se desenvolver, o homem ocupou grandes territórios em todo o planeta, destruindo o habitat de várias espécies animais e vegetais. Aí, muitas dessas espécies acabaram entrando em extinção. A caçada também contribuiu para que vários animais desaparecessem da Terra.

Refúgio animal

Hoje, os animais de grande porte, como elefantes e rinocerontes, vivem principalmente no continente africano. Lá, ainda existe uma grande diversidade de espécies. Isso aconteceu porque a ação do homem na África foi menor – não há muitas grandes cidades e algumas paisagens naturais estão preservadas. Em outros continentes, como Europa e América, onde a ocupação do homem é mais intensa, a diversidade é menor. Nesses lugares, muitos animais de grande porte tiveram que se refugiar nas montanhas, longe do perigo representado pelos seres humanos. É o caso do urso marrom, que vive nas montanhas da Europa.

Por todo o planeta

Segundo os cientistas, se o ser humano não tivesse evoluído e sobrevivido até hoje, os grandes mamíferos ocupariam a maior parte da Terra, de acordo com as restrições ambientais e climáticas de cada espécie. Na Europa, além de lobos, ursos e alces, também viveriam elefantes, girafas e rinocerontes.

Já a América seria lar de leões, tigres e outros mamíferos. Em todo o planeta, haveria um maior número de animais como aves, insetos, peixes e baleias. Já os bois, vacas e porcos seriam alvo fácil de predadores.

Terra em equilíbrio

Sem a espécie humana, que contribui para o aquecimento global, o derretimento das geleiras e a elevação dos níveis dos oceanos seriam menores. A temperatura média do planeta também seria menor, por volta de 15 graus Celsius. Não haveria o desmatamento causado pelo homem, e todos os rios e mares seriam limpos. Alguns pesquisadores defendem que a Terra viveria um maior equilíbrio, com diferentes espécies de animais convivendo em harmonia.

Problemas à vista

Mesmo sem a presença do homem, alguns fatores poderiam prejudicar a sobrevivência de muitas espécies. Mudanças climáticas e eventos naturais como tornados, furacões, terremotos e vulcões – além de grandes meteoros - seriam capazes de causar extinções de várias espécies, impactando o planeta tanto quanto ou até mais do que as ações do ser humano.

Maravilha do mundo?

Alguns pesquisadores acreditam que, se o ser humano não existisse, todo o planeta seria parecido com a região de Serengeti, no norte da Tanzânia, considerada uma das maravilhas naturais do mundo. Por lá vive a maior quantidade de espécies de mamíferos do mundo!

Cérebro em tamanho recorde

Os cientistas não sabem ao certo se alguma espécie animal tomaria a frente e dominaria o planeta – essa situação é muito difícil de imaginar! Mas alguns defendem que, se os seres humanos desaparecessem, os babuínos seriam os primeiros candidatos a nos suceder como espécie inteligente. Isso porque eles têm o maior cérebro entre os primatas e, por isso, poderiam ter grande chance de se tornarem a espécie de maior capacidade cognitiva. Experimentos já provaram que os babuínos são capazes de fazer operações matemáticas, jogar videogame e mexer em smartphones!

Lembre-se de que, em quantidade de indivíduos, os humanos e babuínos perdem para bactérias, protozoários e insetos. Eles são os verdadeiros seres dominantes da Terra!

Último acesso: 27 Sep 2020 - 00:26:45 (1100159).