11 coisas estranhas que o seu cachorro faz

Cães são ótimos companheiros, mas fazem coisas bem estranhas — de correr atrás do próprio rabo a mexer no cocô. É hora de entender tudo isso e um pouco mais!

Publicado terça 14 julho, 2020

Cães são ótimos companheiros, mas fazem coisas bem estranhas — de correr atrás do próprio rabo a mexer no cocô. É hora de entender tudo isso e um pouco mais!
Cena da animação A Vida Secreta dos Bichos - Divulgação/Universal Pictures

1. De quem é este rabo?

A cena é comum. De repente, o cachorro começa a correr atrás do próprio rabo. Não se sabe exatamente o que leva o pet a fazer isso. Se acontece só de vez em quando, a brincadeira pode ser considerada normal. Mas fique ligado se seu cão repetir o hábito com frequência – pode ser um sinal de que ele está estressado ou ansioso. Aí, é importante buscar a ajuda de um veterinário.

2. Em círculos

Antes de deitar, cães dão voltas e formam uma bolinha. Acredita-se que isso seja uma herança dos antepassados, que viviam na natureza. O comportamento ajudava a evitar que algo no chão os machucasse – a posição ainda protegia os órgãos de predadores. O hábito resistiu após a domesticação pelo ser humano

3. Sentido superpoderoso

Pode ser dentro de casa, em um passeio na rua, quando veem alguém diferente... Cães farejam tudo! Isso se deve ao poderoso olfato desses pets – enquanto humanos têm 5 milhões de células olfativas, cachorros possuem cerca de 200 milhões delas. É por meio dos cheiros que eles conhecem o mundo e guardam informações. Por exemplo: podem achar o caminho de volta para casa só pelo olfato.

4. Eca!

Sabe quando, na rua, seu cachorro mete o focinho no cocô de outro cão? É desse jeito que ele conhece o dono daquela sujeira e sabe do que ele se alimenta, por exemplo. Já o ato de comer fezes de outros bichos surgiu na época em que todo cão caçava: devorar uma presa começava por partes do sistema digestório. Uma teoria até diz que foi por isso que cães e humanos se aproximaram: há cerca de 20 mil anos, não havia banheiros e os cães davam fim ao nosso cocô.

5. Sai pra lá!

Além de ser uma necessidade física, o xixi dos cães marca território. Como eles sabem que outros cachorros vão farejar a área, deixam a marca em postes e paredes, por exemplo. Por levantarem a pata para fazer xixi, os machos marcam mais território. As fêmeas, que se sentam na hora do alívio, têm dificuldade para fazer isso.

6. Limpeza diferente

A razão para que cães deem mordidas nas próprias patas (e, aparentemente, curtam fazer isso) é desconhecida. Pode ser uma maneira de limpar os membros, por exemplo. Mas, em excesso, esse comportamento pode indicar que eles estão estressados. Na dúvida, o melhor é procurar o médico veterinário.

7. De gole em gole

Assim como outros animais, cães bebem água usando a língua. Para isso, colocam o órgão para fora e formam uma concha. Aí, levam o líquido para dentro da boca em pequenas quantidades e de forma rápida. Para que não babem, eles contam com um recurso: a língua é aspera e retém a bebida até que ela seja engolida.

8. Só na soneca 

Dormir com olhos um pouco abertos ou acordar quando sentem qualquer movimento ou barulho ao redor é a rotina do sono canino. Ao contrário do que acontece com os humanos, as fases do sono deles são mais superficiais e divididas em cochilos – também é por isso que eles dormem em qualquer horário do dia.

9. De olho no rabo

De um lado para o outro, rápido ou devagar... Para demonstrar emoções, cães usam o rabo. Ao interpretar esses sinais, você sabe se o bicho está triste ou feliz, por exemplo. O medo também é reconhecido: o cachorro coloca o rabo entre as pernas. Cães também usam essa parte do corpo para se comunicar entre eles: ao mexer o rabo, espalham feromônios – hormônios que indicam, por exemplo, que chegou a época da reprodução.

10. Irresistível!

Quando quer algo, seu cão faz aquele olhar de coitado? Saiba que não é isso o que ele está querendo dizer! A cara fofa, na verdade, é um olhar de interesse e de curiosidade. Mas, como interpretamos o comportamento de outra maneira, acabamos confortando o bicho com carinho ou comida. Assim, o pet aprende que o tal olhar trará uma ótima recompensa.

11. Barriga vazia?

Você acabou de dar almoço para seu cachorro e logo ele está querendo comer a refeição dos humanos? Cães são naturalmente esfomeados. Uma das explicações para isso está no passado: o ancestral que deu origem ao pet tinha que comer tudo o que conseguia, pois não sabia quando teria alimento novamente nem qual seria o cardápio.

Último acesso: 10 Aug 2020 - 16:44:42 (1100858).