Zoo

Pets superagitados

Aprenda a acalmá-los

Excesso de energia
Pets precisam do estímulo adequado para gastar a energia que possuem. Quando isso não acontece, a energia se acumula e é direcionada para atividades como destruir móveis e objetos, brigar com outros animais e até atacar o próprio dono.

Carência
Em cães, a ansiedade pode ter a ver com ficar sozinho. Ele late sem parar, faz cocô e xixi por todo o lado, destrói objetos do dono e tem até crises de diarreia e vômito. Alguns podem atingir o outro extremo – ficam deprimidos e preguiçosos, deixando até de comer!

Ache uma distração
É preciso incentivar o cachorro a gastar energia com passeios e brincadeiras. Os que sofrem com a ausência do dono devem ser acostumado a ficar sozinho, começando com alguns minutos diários. Ao chegar em casa, espere a euforia do animal passar antes de dar oi para ele. Também é importante não brigar nem aumentar os mimos. 

E os gatos?
Eles são mais independentes. Mas, se estão acostumados com pessoas, podem se estressar sozinhos. A falta de brincadeiras e de atividades também levam à ansiedade – eles miam demais, arranham portas, fazem xixi fora da caixa de areia e ficam agressivos. Para mantê-los bem, ofereça brinquedos quando sair. Faça um rodízio: a cada dois ou três dias, mude os brinquedos. Bichanos também gostam de caixas de papelão e de subir em estantes próprias para eles.

CONSULTORIA: Guilherme Soares (médico veterinário especialista em distúrbios de comportamento em cães e gatos), Jonas Byk (biólogo especialista em comportamento animal) e Walter M. Ferreira (professor da Escola de Veterinária da UFMG).



18/02/2017 - 07:00

Assine Recreio e receba todo mês na sua casa! Clique Aqui