Zoo

Dinos: quantas espécies existiram?

É impossível saber o número exato, pois fósseis nunca vistos antes podem ser descobertos a qualquer momento e não há garantias de que todas as espécies de dinos deixaram vestígios para trás. Mas os paleontólogos calculam que cerca de 2.500 espécies existiram durante os 165 milhões de anos da Era Mesozoica.

Veja mais curiosidades sobre os dinossauros! 

Eles faziam ninhos? 
Sim! E os ninhos eram caprichados, muito diferentes uns dos outros. Vários contendo ovos ou até filhotes recém-nascidos foram encontrados em rochas pelo mundo, inclusive no Brasil. Dinos brasileiros, como o Baurutitan e o Maxakalissauro, cavavam com os pés um pequeno canal onde depositavam os ovos. O Maiassaura fazia um ninho circular com terra e ramos de árvores. Já o Oviraptor organizava os ovos de dois em dois e cavava em um ninho circular na areia do deserto onde morava.

Eles tinham sangue quente?
Não há certeza sobre isso. Dinossauros evoluíram dos répteis arcossauros, de sangue frio. No entanto, as aves, que têm sangue quente, são os dinos de hoje. Já foram encontradas evidências, como no coração, de que alguns poderiam ter sangue quente; mas também há indícios que mostram o contrário, como a vela nas costas do Espinossauro, que serviria para controlar a temperatura, captando ou eliminando calor. Portanto, é possível que os grandalhões fossem mesotérmicos, ou seja, usasse estratégias para controlar a temperatura do sangue.

Consultoria: Luiz Eduardo Anelli (paleontólogo e autor de livros como Dinossauros e Outros Monstros - Uma Viagem à Pré-História do Brasil, Editora Peirópolis).

12/03/2018 - 20:00

Assine Recreio e receba todo mês na sua casa! Clique Aqui