Zoo

Conheça a raposa-do-ártico

Ela encara muuuito frio!

Pouco antes do final do outono, os dias vão ficando bem mais curtos nas regiões geladas do Ártico. É um sinal de que o inverno está chegando. Enquanto alguns bichos armazenam alimentos e outros se preparam para hibernar, a raposa-do-ártico só pensa em trocar de roupa.
Na época em que diminuem os períodos de luz solar, é acionado um mecanismo no corpo dessas raposas e elas começam a produzir menos melanina, que é a substância que dá cor aos pelos. Ao mesmo tempo, os pelos crescem mais, para garantir proteção no inverno. 
As alterações começam nos pelos da cauda e avançam aos poucos pelo corpo todo, inclusive na sola das patas, até que elas fiquem inteirinhas brancas. Parece até que elas estão vestidas com um casaco fofinho. 
Assim podem suportar temperaturas menores que 40 graus Celsius negativos e garantir sua camuflagem na neve, escondendo-se de  predadores e surpreendendo suas presas.

Hora do jantar
Essa raposa é uma grande caçadora e conta com seus sentidos apurados para encontrar comida à noite, quando sai sozinha para caçar. A dieta inclui pequenos mamíferos, aves aquáticas, peixes e, principalmente, lêmingues, que são roedores da região. 
Durante o inverno, é difícil encontrar comida. Então, ela também se aproveita de restos de animais que ursos, por exemplo, deixam pelo caminho. Mas é preciso cuidado para não se tornar a refeição dos grandalhões! Nesse momento, a neve se torna uma aliada para que, em caso de perigo, a raposa se camufle e consiga fugir a tempo.

Família unida
A raposa-do-ártico costuma viver em família e os casais permanecem juntos a vida inteira. Depois do namoro, normalmente, nascem entre 3 e 12 filhotes. Porém, se houver bastante alimento disponível na região, esse número pode chegar a até 25 bebês. 
Nas primeiras semanas os bebês são amamentados pelas mães e depois passam cerca de 10 meses comendo a caça que os pais trazem para a toca, geralmente um buraco entre as pedras, que a família escolhe e que pode ser usado por várias gerações. 
Por uma questão de estratégia, a toca pode ter muitas entradas e saídas. Assim fica mais fácil fugir com os bebês em caso de ataques de corujas e águias. Quando tudo está tranquilo, a família se diverte brincando lá dentro. 
Quando o frio diminui e os dias passam a ter mais horas de sol, o corpo da raposa percebe a mudança e aos poucos vai produzindo mais melanina. Então, os pelos brancos vão caindo, quando nascem os novos, que são marrons ou acinzentados. Assim, a raposa vai se preparando para se esconder entre a vegetação que começa a aparecer. 

Ficha do bicho
Onde vive: em regiões geladas ao norte da Europa, da Ásia e da América, na Groenlândia e na Islândia.
Tamanho: cerca de 50 centímetros de comprimento.
Peso: cerca de 4 quilos.
Gestação: cerca de dois meses.
Tempo de vida: até 14 anos.

CONSULTORIA: Alex de Almeida (mestrando em Zoologia de Vertebrados pela PUC/MG), Nilton Caceres (professor do Departamento de Biologia da UFSM), PATRÍCIA A. BASILE (bióloga pela USP) e Vilacio Caldara Junior (professor do Departamento de Biologia da UFES).

25/01/2017 - 07:00

Assine Recreio e receba todo mês na sua casa! Clique Aqui