Planetário

As constelações mais famosas

Saiba quais são elas

Conjuntos de estrelas próximas, numa mesma região do espaço, formam as constelações. Procurar por elas no céu é bem divertido. Mas não é em todo lugar do mundo que vemos as mesmas formações. A gente explica melhor essa história!

Nós que inventamos
Para os cientistas, constelações não existem: estrelas não têm um lugar determinado para estarem no espaço e não dependem umas das outras para continuarem vivas. A ideia de constelação foi inventada pelo homem há cerca de 4000 anos, época em que notamos que algumas estrelas estavam sempre no mesmo lugar, criando figuras.
 
Posição correta
Algumas constelações são mais visíveis do Hemisfério Norte, outras do Hemisfério Sul e o restante fica perto do Equador Celeste (prolongamento da Linha do Equador terrestre), entre os dois hemisférios – essas são mais fáceis de enxergar de qualquer ponto. Além disso, há variações ao longo do ano: algumas são típicas do inverno, como a de Escorpião; outras formações, como as Três Marias da constelação de Orion, podem ser vistas o ano todo.

Cadê as estrelas?
Já reparou que quando você viaja para uma chácara ou para um sítio consegue ver mais estrelas (e constelações) no céu? Isso acontece por dois motivos: a iluminação das cidades ofusca o brilho delas e o nevoeiro formado poluição esconde algumas estrelas.

Tipos de constelação
Atualmente são conhecidas 88 constelações, classificadas assim:

- Boreais: estão no Hemisfério Norte
- Austrais: estão no Hemisfério Sul
- Zodiacais: estão mais próximas do equador celeste, entre os dois hemisférios
 
AS CONSTELAÇÕES MAIS CONHECIDAS

Orion: é a que tem, no centro, as famosas Três Marias ou os Três Reis (estrelas que ficam enfileiradas). Pode ser vista de quase todos os lugares dos dois hemisférios, pois está em cima do Equador Celeste.
 
Cruzeiro do Sul: é a menor e já pertenceu à constelação do Centauro. Dá para vê-la dos dois hemisférios, mas, por estar mais perto do Sul, no Norte é preciso se aproximar da linha do Equador.
 
Escorpião: domina o céu durante o inverno e tem esse nome porque lembra a estrutura física do aracnídeo. Pode ser vista em todo o Hemisfério Sul e em boa parte do Norte – mais perto do Equador.  
 
Cisne: lembra a estrutura da ave. Dá para vê-la de todo Hemisfério Norte e em boa parte do Sul – mais perto do Equador.


Você sabia que...
... constelações não são um verdadeiro grupo de estrelas? As estrelas que as formam só parecem estar agrupadas quando são vistas da Terra. Se visitássemos outros planetas e olhássemos para o céu, não conseguiríamos vê-las. 

O que mais a gente vê?
Além das constelações, também é possível enxergar planetas do sistema solar a olho nu. Sem o uso de um telescópio, é possível distinguir Vênus e Júpiter no céu: os dois brilham muito, mais do que as estrelas.

CONSULTORIA: JOÃO B. GARCIA CANALLE (ASTRÔNOMO E COORDENADOR DA OLIMPÍADA BRASILEIRA DE ASTRONOMIA E ASTRONÁUTICA).

31/07/2017 - 15:00

Assine Recreio e receba todo mês na sua casa! Clique Aqui