Escola

Você também faz o trânsito

Faça sua parte!

Carros, motos, ônibus, bicicletas e um montão de gente... São várias as situações de perigos nas ruas e avenidas. Veja como evitá-las e transforme o mundo num lugar mais tranquilo.

De olho do farol
Antes de atravessar a rua, preste atenção no semáforo para pedestres: é proibido atravessar no vermelho; se o vermelho estiver piscando, não se arrisque; siga em frente no verde. Sua cidade não tem esse tipo de sinalização? Siga o semáforo dos carros: só atravesse quando estiver vermelho para eles e nunca siga em frente no amarelo (é arriscado!).

De um lado para o outro
Como nem todos os motoristas são responsáveis, mesmo que o semáforo esteja liberado para a travessia de pedestres, olhe para todos os lados (direita e esquerda) e veja se não há alguém desgovernado. 

Caminhe na faixa
Aquela faixa branca, pintada da ponta da calçada de uma rua a outra, não é decoração. Após se certificar de que o sinal está livre (verde) para travessia, ande na faixa. Nada de fazer ziguezague e atravessar na diagonal, pois os veículos podem não ter tempo de parar.

Copiloto a bordo
Ajude seus pais! Se você tem até 11 anos, seu lugar é no banco de trás e usando cinto de segurança. Seja o copiloto orientando o motorista – na correria, ele pode se esquecer de regras básicas, como não falar ao celular (mesmo que seja no viva voz!), não estacionar na frente de garagens e em vagas para deficientes, e reparar em ciclistas e pedestres.

Brinque, mas fora da rua
Ao andar com os amigos para a escola ou fazer passeios sozinhos, evite brincadeiras nas calçadas ou na rua que ofereçam risco, como pega-pega e corrida. Além de distrair você e os amigos, isso pode prejudicar motoristas e outras pessoas nas ruas. 

Não seja apressado
O trânsito está parado e o sinal fechado para você? Nada de passar entre os carros! Se, por azar, o trânsito desafogar, os automóveis darão partida e você pode se machucar. Além disso, nas laterais entre eles, podem vir motos e bicicletas. Ou seja, espere a sua vez e na faixa.

Sente-se, por favor 
Não ande em pé dentro do carro ou de ônibus. Como em transportes públicos (ônibus, metro, trem) nem sempre há um lugarzinho para sentar, segure-se nas barras disponíveis e afaste um pouco uma perna da outra – isso ajuda a dar sustentação ao corpo, evitando que você caia se houver uma freada brusca.

Todos juntos
Ao caminhar com pais, familiares ou amigos, não tenha vergonha de dar a mão na hora de atravessar uma rua ou avenida. É mais seguro e a atenção é dobrada: além da sua, tem a de quem está com você. 

Ih, o cachorro escapou!
Às vezes acontece de, durante uma caminhada com o pet, o bicho escapar! Fique calmo e não saia correndo atrás dele. Além dos riscos de ser atropelado por veículos, na calçada você pode ser atingido por pessoas maiores. Grite o nome do bichinho e, caso ele não volte, peça ajuda a um adulto. 

20/02/2017 - 07:00

Assine Recreio e receba todo mês na sua casa! Clique Aqui