Escola

Por que pilhas usadas são tóxicas?

Porque elas contêm metais pesados e material radioativo, como cádmio, chumbo e mercúrio, que, além de não serem biodegradáveis (não se decompõem no meio ambiente), poluem a água e o solo. Quando estão em uso, as pilhas não oferecem riscos para o ser humano por causa da cápsula de proteção externa. Mas, ao serem descartadas, podem ter o revestimento amassado e quebrado, o que leva ao vazamento dos materiais tóxicos. Por isso, lembre-se sempre de descartar as pilhas em postos apropriados de recolhimento. 

Quer saber mais sobre pilhas? A gente conta!

Para onde vão as pilhas e baterias que jogamos nos lixos apropriados?
O material é recolhido pelos fabricantes e passa por um sistema de reciclagem. Primeiro, pilhas e baterias são separadas por tipo. Então, numa máquina especial, os metais que ficam dentro delas são moídos, neutralizados e aquecidos – assim, deixam de ser tóxicos para o meio ambiente (a parte líquida segue para uma estação de tratamento, passa por um processo químico e vira pó). Depois do processo, o material pode ser reutilizado, por exemplo, como corante para a fabricação de cerâmicas, vidros, azulejos e pisos.

As lanternas a pilha funcionam na lua?
Sim. Mas para que isso aconteça, é preciso entender um pouco sobre o satélite natural da Terra. A Lua tem dois tipos de temperatura: o lado exposto diretamente ao Sol é muito quente e o lado que está na sombra é muito frio. Para que uma lanterna ou outro equipamento a pilha funcione, é preciso de um isolamento especial, pois qualquer temperatura excessiva atrapalha o funcionamento do aparelho. 

 
Consultoria: Ana Claudia Seixas (professora da Faculdade de Engenharia Ambiental da PUC-Campinas), Ricieri Piran (coordenador ambiental da Ambiensys Gestão Ambiental Ltda) e Stanlei I. Klein (professor do Instituto de Química da Unesp – Araraquara). Fonte: Planeta Sustentável.  



 

12/03/2018 - 22:00

Assine Recreio e receba todo mês na sua casa! Clique Aqui