Curiosidades

Por que o inverno dá preguiça?

Descubra agora!

Nos dias mais frios, nosso corpo precisa trabalhar mais para manter a temperatura do organismo em torno dos 37 graus Celsius, ideal para que a gente se sinta bem. Com isso, o organismo acaba se poupando e a gente sente mais vontade de ficar quieto – aí surge a preguiça! Além disso, a sensação de aconchego que temos debaixo das cobertas deixa o corpo mais relaxado e com vontade de permanecer mais tempo na cama.

Confira outros efeitos do frio no corpo humano!

Lábios roxos: quando está frio, menos sangue é enviado para as extremidades do corpo, como dedos e lábios, para concentrar o calor nas partes internas e mais importantes do organismo (coração, rins, estômago, intestinos e cérebro). Com a diminuição do fluxo de sangue nas extremidades, o oxigênio que está nas hemoglobinas (substância do sangue responsável por transportar o oxigênio pelo organismo) é consumido rapidamente. É essa falta de oxigênio que causa o roxo!

Os machucados doem mais: a explicação está na união das diversas terminações nervosas que ficam espalhadas pelo corpo. Algumas detectam estímulos dolorosos, enquanto outras percebem mais as sensações, como a temperatura ambiente. Por isso, quando você bate uma parte do corpo no frio, os dois tipos de terminação nervosa são estimulados, causando uma sensação pior de dor.

Sai fumaça da boca: a fumaça que sai pela boca ou pelo nariz é formada por gotículas de água. Quando inalamos o ar pelo nariz, ele é aquecido e umidificado pelo pulmão. No frio, o ar gelado condensa o vapor morno que sai dos pulmões e ele fica quase no estado líquido. E daí, quando exalamos esse ar úmido, ela sai em forma de fumaça!

O corpo pode entrar em colapso: infelizmente, durante o inverno, de vez em quando recebemos a notícia de que alguém morreu de frio durante uma noite gelada nas ruas. Pois é, chega um momento em que nosso organismo não suporta mais a baixa temperatura. Todas as reações químicas que ocorrem dentro do nosso corpo precisam de calor para acontecer. Assim, temperaturas muito baixas fazem com que as funções vitais diminuam o ritmo aos poucos. Por exemplo: o coração e os pulmões, que precisam de energia, vão parando; a transmissão de impulsos do sistema nervoso passará por problemas, levando à perda da consciência. A 10 graus Celsius, esse processo demora cerca de 5 horas para acontecer. A maioria das pessoas que morrem nessas condições moram nas ruas.


Consultoria: Carlos Navas (professor do Departamento de Fisiologia da USP), João A. Coelho (clínico-geral e diretor do Hospital Leforte - SP), José Eduardo de Carvalho (professor de fisiologia animal comparada da UNIFESP) e Richard Voegels (professor do Departamento de Oftalmologia e otorrinolaringologia da Faculdade de Medicina da USP).


05/08/2017 - 11:00

Assine Recreio e receba todo mês na sua casa! Clique Aqui