Curiosidades

Os detectores de mentira funcionam?

Será que não tem erro?

Funcionam, mas podem enganar. O detector de mentiras opera por um conjunto de sensores, que mede o ritmo da respiração, a pressão sanguínea, os batimentos cardíacos e o suor na ponta dos dedos da pessoa examinada. O aparelho se baseia na teoria de que essas reações mudam quando as pessoas mentem - o que pode ser bem variável de acordo com cada um e com a tensão do momento.

Sempre é preciso ter um examinador treinado para que o interrogatório faça efeito, pois é ele quem vai saber fazer as perguntas certas e procurar outros comportamentos que possam denunciar mentiras (como olhares e posturas corporais).



Consultoria: Comunicação Social da Polícia Federal.



23/03/2017 - 09:30

Assine Recreio e receba todo mês na sua casa! Clique Aqui