Curiosidades

Evite problemas no passeio com o pet

Sem transtorno!

Cachorro que puxa a guia...
... pula nas pessoas e até enrosca a guia nas pernas do dono. Tudo isso pode acontecer por diversos motivos: o cão está acostumado a fazer o que quer e não enxerga o dono como um líder; ele está ansioso para explorar o ambiente; ou tem energia demais. Muitas vezes, o pet também acha que ser puxado pelo pescoço faz parte do passeio.

Para fazer o pet se comportar, você deve mostrar que, enquanto ele agir dessa forma, não haverá passeio. Cada vez que o cão puxar a guia, pare de andar. Ele tentará puxar, mas fique firme até que o pet desista. Nunca dê bronca. Quando o cão se acalmar e afrouxar a guia, volte a andar. Faça isso sempre, até ele entender que o passeio só acontece quando ele não puxa.

Outra dica é mudar de direção toda vez que o pet passar à sua frente. Dê meia volta e saia andando no sentido oposto. No começo, ele ficará surpreso, mas, depois, começará a prestar atenção em você para saber onde deve ir, evitando se adiantar muito.

Em casa
Você também pode solucionar os problemas que surgem na hora do passeio com medidas dentro de casa, oferecendo brincadeiras e estímulos. O cão ficará menos agitado e menos ansioso quando sair de casa.

Outra ideia é tentar usar comandos simples, como SENTA, FICA e NÃO. Quando o pet tentar sair pela porta, faça-o esperar e use os comandos.

Um agrado vai bem!
Lembre-se sempre de recompensar as atitudes corretas do cão. Se ele estiver andando ao seu lado, sem travar, elogie, faça carinho ou dê um petisco. Assim, você o estimula a tentar acertar outra vez.

E os bichanos?
Gatos também podem ser ensinados a passear na rua, mas tudo depende da socialização, da personalidade do bicho e de muita paciência. A coleira deve ser do tipo peitoral, bem segura, e o pet deve estar acostumado a ela.


Consultoria: Alexandre Rossi (especialista em comportamento animal e autor do livro Adestramento Inteligente).



19/02/2017 - 11:30

Assine Recreio e receba todo mês na sua casa! Clique Aqui